Facebook poderá começar a desenvolver os seus próprios processadores

Carlos Oliveira
Facebook
O Facebook poderá alargar a sua área de influência

O Facebook é atualmente a maior rede social a nível mundial. Apesar de todos os recentes escândalos em que se encontra envolvida, continua a ser uma das plataformas mais populares em todo o mundo. Contudo, o Facebook não representa apenas uma rede social. É também o nome da empresa de Mark Zuckerberg.

Sob o seu domínio estão ainda outros sujeitos do mundo das redes sociais. O Instagram e o WhatsApp também fazem parte do mesmo conglomerado liderado por Zuckerberg. Depois temos ainda a Oculus, uma empresa cuja área de influência está no mercado da Realidade Aumentada.

Vê ainda: Huawei Honor 10 já é oficial! Kirin 970 e 6GB de RAM por 335€

Como podes constatar, o Facebook, enquanto empresa, é muito mais do que a rede social que utilizamos. Existe todo um leque de áreas de trabalho que, em alguns casos, fogem do panorama das redes sociais.

Não contente com este cenário, tudo indica que Mark Zuckerberg e a sua equipa tenham outros planos para a empresa. As mais recentes notícias dão conta de que a Facebook estará prestes a entrar no mundo dos semi-condutores, desenvolvendo os seus próprios processadores.

A novidade provem do mais recente anúncio de trabalho publicado no site oficial da empresa. Lá podemos ver que a Facebook procura alguém para gerir a produção de "SoC/ASIC, firmware e desenvolvimento de drivers".

Facebook Messesger M

Ora, para quem não estiver familiarizado com estes termos, SoC significa System on Chip. É a designação dada a um circuito integrado de sistemas eletrónicos numa única peça semi-condutora. Em termos leigos, é nada mais do que os processadores que encontras no teu smartphone.

Já ASIC significa circuito integrado específico para aplicações. Por esta designação facilmente constatamos que tal se dedica a correr software e aplicações específicas.

Facebook poderá desenvolver processadores próprios para os seus gadgets

Ora, significará isto que o Facebook poderá vir a desenvolver os seus próprios smartphones? Muito pouco provável. Embora nada mais tenha sido adiantado neste anúncio, o mais plausível é que estes processadores se destinem a produtos de Inteligência Artificial.

Existem rumores de que a empresa de Zuckerberg esteja a desenvolver a sua própria coluna inteligente. Caso tal se venha a confirmar, esta poderá chegar ao mercado com um processador exclusivo e desenvolvido dentro de portas. Desta forma, a empresa deixaria de estar dependente de terceiros, como a Qualcomm.

Para já isto é tudo ainda muito incerto. Embora o anúncio referido deixe a antever este cenário, não existe qualquer declaração oficial da parte do Facebook sobre o assunto.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy A6: Já são conhecidas algumas das especificações

Huawei podia ter-se antecipado à ‘notch’ da Apple e ao seu iPhone X

Apple: Um dos iPhone de 2018 poderá chegar pouco acima dos 550€

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.