Europa: mercado de smartphones derrapa mais do que previsto em 2022

Rui Bacelar
Comentar

A agência de análise de mercado Counterpoint Research partilhou agora o seu relatório trimestral alusivo aos meses de abril, maio e junho de 2022. Os resultados, circunscritos ao mercado de smartphones e dispositivos móveis na Europa, são particularmente maus.

Em comparação com o primeiro trimestre de 2022, o volume de smartphones vendidos caiu 13%. Foi o pior trimestre na Europa desde 2013, com o mercado a ressentir-se com menos telemóveis a serem comprados pelos europeus durante o período em análise.

Mais um péssimo trimestre de vendas de smartphones na Europa

Counterpoint
As variações trimestrais no mercado de smartphones na Europa. Crédito: Counterpoint

Em primeiro lugar a Counterpoint aponta uma quebra de 13% comparativamente com o 1.º trimestre de 2022. Além disso, atentando no período homólogo de 2021, vemos uma queda de 11% face aos valores de vendas registados no 2.º trimestre de 2021.

Entre os motivos para este deslize a Counterpoint aponta as sequelas da pandemia da COVID-19, a inflação global, bem como os temores causados pela Guerra na Ucrânia. Seja como for, no 2.º trimestre de 2022 foram vendidos "apenas" 40,3 milhões de unidades.

Face ao exposto, a agência de análise de mercado refere que este foi outro péssimo trimestre. Para além disso, recordamos que o 1.º trimestre de 2022 foi o pior primeiro trimestre desde 2013. Agora, temos outro período de baixas vendas e de quebra de mercado.

Realme continua a ser a fabricante em maior crescimento na Europa

Counterpoint
O Top 5 de fabricantes na Europa e variação de quota de mercado. Crédito: Counterpoint

Atentando nos resultados do segundo trimestre de 2022 vemos a Samsung em primeiro lugar e com um aumento na quota de mercado de 27% para 32%. Em segundo lugar temos a Apple, também com aumento de 21% para 24% de quota de mercado.

Em terceiro lugar temos a Xiaomi que perdeu bastante quota de mercado, caindo de 27% para 19%, ficando agora atrás da Apple no nosso mercado. Segue-se a OPPO em quarto lugar, com uma ligeira quebra e a Realme em quinto lugar a aumentar para 3% a sua quota de mercado na Europa.

Segundo os peritos da Counterpoint, o sucesso da Samsung foi atribuído ao desempenho da gama Galaxy S22 e também aos novos Galaxy A. O mesmo pode ser dito da Apple com o regresso do modelo mais barato, o Apple iPhone SE (2022).

Europa no limiar de uma nova recessão

Counterpoint Market Monitor Q2 2022 data is out, not a promising year for the smartphone industry. The fastest-growing smartphone brand in Europe is still #realme. pic.twitter.com/x9vlThbOEh

— Francis Wong (@FrancisRealme) 27 de julho de 2022

O mercado europeu não traz bons augúrios para as principais marcas envolvidas neste segmento. Segundo a Counterpoint, várias nações europeias estão no limiar de uma nova recessão, ainda que não se tenham apercebido de tal.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com