Estes são os Xiaomi, Redmi e POCO que vão (e não vão) receber a MIUI 14

Bruno Coelho
Comentar

Ao contrário de algumas expectativas, a Xiaomi pode saltar a MIUI 13.5 e lançar em breve a MIUI 14. Esta será assim a próxima versão da user interface da fabricante chinesa, que deverá ser baseada no Android 13.

Nas últimas horas noticiamos que esta pode ser lançada na China a 14 de agosto. Mas como qualquer nova versão, há smartphones que vão ser atualizados e outros que vão necessariamente ficar para trás.

A página Xiaomiui compilou a lista de equipamentos que devem e não devem receber esta atualização. Entre esses equipamentos em 'fim de suporte' encontramos terminais como o Xiaomi Mi 9, Mi 9T Pro ou Redmi Note 9 Pro.

Smartphones Xiaomi, Redmi e POCO que não devem receber a MIUI 14

  • Mi 9 / 9 SE / 9 Lite / 9 Pro
  • Mi 9T / Mi 9T Pro
  • Mi CC9 / Mi CC9 Meitu
  • Redmi K20 / K20 Pro / K20 Pro Premium
  • Redmi 10X 4G / 10X 5G / 10X Pro
  • Redmi Note 9 / Note 9S/ Note 9 Pro / Note 9 Pro Max
  • Redmi Note 8 / Note 8T / Note 8 Pro
  • Redmi 9/ 9A / 9AT / 9i / 9C
  • POCO C3 / C31

Smartphones e tablets Xiaomi que vão receber a MIUI 14

  • Xiaomi 13 Pro
  • Xiaomi 13
  • Xiaomi 12
  • Xiaomi 12 Pro
  • Xiaomi 12X
  • Xiaomi 12 Ultra
  • Xiaomi 12S
  • Xiaomi 12S Pro
  • Xiaomi 12S Pro Dimensity Edition
  • Xiaomi 12 Lite
  • Xiaomi 12T
  • Xiaomi 12T Pro
  • Xiaomi 11T
  • Xiaomi 11T Pro
  • Xiaomi Mi 11 Lite 4G
  • Xiaomi Mi 11 Lite 5G
  • Xiaomi 11 Lite 5G NE
  • Xiaomi Mi 11 LE
  • Xiaomi Mi 11
  • Xiaomi Mi 11i
  • Xiaomi 11i
  • Xiaomi 11i Hypercharge
  • Xiaomi Mi 11 Ultra
  • Xiaomi Mi 11 Pro
  • Xiaomi Mi 11X
  • Xiaomi Mi 11X Pro
  • Xiaomi MIX 4
  • Xiaomi MIX FOLD
  • Xiaomi MIX FOLD 2
  • Xiaomi Civi
  • Xiaomi Civi 1S
  • Xiaomi Mi Note 10 Lite
  • Xiaomi Mi 10
  • Xiaomi Mi 10i 5G
  • Xiaomi Mi 10S
  • Xiaomi Mi 10 Pro
  • Xiaomi Mi 10 Lite
  • Xiaomi Mi 10 Lite Zoom
  • Xiaomi Mi 10 Ultra
  • Xiaomi Mi 10T
  • Xiaomi Mi 10T Pro
  • Xiaomi Mi 10T Lite
  • Xiaomi Pad 5
  • Xiaomi Pad 5 Pro
  • Xiaomi Pad 5 Pro 5G

Smartphones Redmi que vão receber a MIUI 14

  • Redmi Note 11
  • Redmi Note 11 5G
  • Redmi Note 11 SE
  • Redmi Note 11 4G
  • Redmi Note 11T 5G
  • Redmi Note 11 Pro
  • Redmi Note 11 Pro+ 5G
  • Redmi Note 11S
  • Redmi Note 11S 5G
  • Redmi Note 11 Pro
  • Redmi Note 11 Pro 5G
  • Redmi Note 10 Pro
  • Redmi Note 10 Pro Max
  • Redmi Note 10
  • Redmi Note 10S
  • Redmi Note 10 Lite
  • Redmi Note 10 5G
  • Redmi Note 10T 5G
  • Redmi Note 10T Japan
  • Redmi Note 10 Pro 5G
  • Redmi Note 9 4G
  • Redmi Note 9 5G
  • Redmi Note 9T 5G
  • Redmi Note 9 Pro 5G
  • Redmi K50
  • Redmi K50 Pro
  • Redmi K50 Gaming
  • Redmi K50i
  • Redmi K50i Pro
  • Redmi K50S
  • Redmi K50S Pro
  • Redmi K40S
  • Redmi K40 Pro
  • Redmi K40 Pro+
  • Redmi K40
  • Redmi K40 Gaming
  • Redmi K30S Ultra
  • Redmi K30 Ultra
  • Redmi K30 4G
  • Redmi K30 Pro
  • Redmi Note 8 (2021)
  • Redmi 10C
  • Redmi 10A
  • Redmi 10 Power
  • Redmi 10
  • Redmi 10 5G
  • Redmi 10 Prime+ 5G
  • Redmi 10 (India)
  • Redmi 10 Prime
  • Redmi 10 Prime 2022
  • Redmi 10 2022
  • Redmi 9T
  • Redmi 9 Power
  • Redmi Note 11E
  • Redmi Note 11E Pro
  • Redmi Note 11T Pro
  • Redmi Note 11T Pro+

Smartphones POCO que vão receber a MIUI 14

  • POCO M2
  • POCO M2 Reloaded
  • POCO M3
  • POCO M4 Pro 4G
  • POCO M4 5G
  • POCO M5
  • POCO M5s
  • POCO X4 Pro 5G
  • POCO M2 Pro
  • POCO M4 Pro 5G
  • POCO M3 Pro 5G
  • POCO X3 NFC
  • POCO X3
  • POCO X3 Pro
  • POCO X3 GT
  • POCO X4 GT
  • POCO F4
  • POCO F3
  • POCO F3 GT
  • POCO C40
  • POCO C40+

Na prática, a Xiaomi vai atualizar todos os equipamentos que se encontram a usar o sistema operativo Android 12. Mas quem se ficou pelo Android 11 não terá direito a receber a MIUI 14, segundo esta fonte.

É bom realçar que esta não é uma lista oficial, e que pode ser alterada com o tempo.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.