Elon Musk é o novo dono do Twitter após oferta bilionária

Bruno Coelho
Comentar

Elon Musk, conhecido CEO da Tesla, já era o segundo maior acionista do Twitter. No dia 14 de abril fez uma proposta para comprar a rede social por 54,20 dólares por ação, por um valor que ascendia aos 44 mil milhões de dólares.

Inicialmente a reação à proposta parecia ser negativa. Com o multimilionário a garantir o financiamento de 46,5 mil milhões, foi confirmado que administração do Twitter aprovou a oferta de Elon Musk pela rede social. O negócio deve ficar concluído até ao final do ano.

Após ser comprada pelo Twitter, a rede social vai deixar de ser cotada em bolsa, abandonando o estatuto de sociedade aberta. Parag Agrawal, presidente executivo do Twitter, afirmou-se “profundamente orgulhoso” com o negócio.

Elon Musk, novo dono do Twitter
Elon Musk, novo dono do Twitter

Elon Musk quer acabar com os bots e o spam no Twitter

“A liberdade de expressão é a fundação de uma democracia funcional, e o Twitter é a praça digital onde matérias vitais para o futuro da humanidade são debatidas”, afirmou Elon Musk em reação à aceitação da proposta.

O executivo afirmou ainda ter como objetivo “tornar o Twitter melhor do que nunca ao melhorar o produto com novas funcionalidades, tornando os algoritmos de fonte aberta para aumentar a confiança, derrotar os bots e o spam e autenticar todos os humanos”.

Recorde-se que Elon Musk é um dos utilizadores ativo com maior número de seguidores do Twitter: tem mais de 84 milhões de seguidores à data de escrita deste artigo. O executivo considera que o Twitter tem muito por onde melhorar no que diz respeito à liberdade de expressão.

I hope that even my worst critics remain on Twitter, because that is what free speech means

— Elon Musk (@elonmusk) 25 de abril de 2022

Num tweet após a formalização da compra, Elon Musk escreveu esperar que até os seus “piores críticos permaneçam no Twitter, porque é isso que significa liberdade de expressão”.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.