Eis como funcionarão os ecrãs dos smartphones do futuro

Filipe Alves
Comentar

É impossível prever o futuro. Contudo, podemos ter uma ideia à medida que a tecnologia avança. Pelo que temos visto nos últimos anos, o objetivo passa por eliminar as margens do equipamento.

Aos poucos a maior parte dos fabricantes foi fazendo à sua maneira. Uns deixaram uma notch, outros resolveram retirar o máximo que conseguiram e colocar uma câmara frontal pop-up.

Conceito samsung
Conceito de um smartphone Samsung - Direitos "Let's Go Digital"

Ecrãs dos futuros smartphones terão mais do que 100% de ratio

É estranho dizer que um ecrã terá mais do que 100% do ratio do ecrã. Afinal de contas, para que isso aconteça, o ecrã terá de ir para além daquilo que percebemos que é o ecrã.

É isso mesmo que acontecerá. De acordo com IceUniverse, leaker respeitado pelas suas previsões, os ecrãs tomarão uma forma diferente no futuro. Segundo a sua imagem (que podes ver acima), os ecrãs saltarão para as laterais do smartphone.

I will explain to you what is a phone with a screen-to-body ratio of more than 100%: when the screen on both sides of the phone is bent to the side, the area after the screen is expanded is larger than the projected area of the phone. the S to B ratio Will exceed 100% pic.twitter.com/d4og9S7RHB

— Ice universe (@UniverseIce) 23 de junho de 2019

Assim sendo, teremos mais "ratio" do ecrã porque essa é uma área que normalmente não é utilizada como ecrã. Ainda assim, temos de ter ideia que o objetivo passará por não mostrar conteúdo nas laterais mas introduzir botões de virtuais (haptic feedback).

A Samsung pode ser uma das primeiras a criar tal equipamento

Imagina os primeiros Samsung Galaxy com ecrã curvo. A Samsung utilizou as laterais para introduzir uma tonalidade quando alguém te ligava. Mesmo assim, tínhamos a lateral de metal para os botões físicos. Ou seja, o objetivo é remover essas laterais.

Escusado será dizer que a Samsung e a LG estão na linha da frente para a tecnologia. As empresas são as que dominam o mundo dos ecrãs. Seja para smartphones ou televisões. Assim sendo, podemos esperar que tal característica venha a envolver os equipamentos dos próximos anos. Resta-nos apenas saber como é que colocaremos uma película protetora com um ecrã desta magnitude.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.