Como gastaram os portugueses o seu dinheiro na Black Friday?

Bruno Coelho
Comentar

A Black Friday é uma das épocas do ano mais propícias a compras, e a consequentes gastos superiores. Como tal, a SIBS divulgou um conjunto de indicadores e dados agregados em formato de infografia, de forma clara e factual, e com comparativos com o ano anterior.

Com base nos dados do SIBS Analytics (que podes conferir em detalhe na infografia abaixo), o peso das compras online em Portugal é cada vez maior. E isso verificou-se novamente nesta Black Friday.

Crédito: SIBS Analytics
Crédito: SIBS Analytics

22% das compras na Black Friday foram online

Mais de um quinta do valor gasto (22%) em compras durante este período, foi online. Recorde-se que em 2021 o peso das compras online ficou cifrado nos 18%. Comparativamente a 2020 e 2019, esse peso está nos 16% e 12, respetivamente.

O MB Way acaba por se revelar um método de pagamento cada vez mais usado pelos portugueses. Durante esta Black Friday foi usado 17,3 vezes mais nas compras físicas face a 2019. Já nas compras online, foi usado mais 5,9 vezes.

A decisão de compra dispersa-se cada vez mais pela Black Week, que este ano foi entre 21 e 28 de novembro. O que faz com que no próprio dia da Black Friday, o valor de compras cresceu apenas 1,35 vezes face à média de novembro (face a 1,5 vezes em 2021).

Valor médio das compras é de 40,4 € na Black Friday

Durante a Black Week, o total de compras aumentou 12% face ao ano passado. Já durante a Black Friday, esse crescimento foi de 7%. O valor médio de compras desceu de 42,7 euros para 40,4 euros face a 2021. Nos produtos e serviços adquiridos na Black Friday, os maiores crescimentos continuam a verificar-se nas categorias de “Moda e Acessórios” (2,6 vezes de crescimento face à média diária do mês de Novembro), “Beleza Cosméticos e Perfumes” (2,1 vezes), “Material Desportivo e Recreativo” (1,6 vezes) e “Jogos, Brinquedos e Bens de Puericultura” (1,5 vezes).

Destaque ainda este ano para a entrada da categoria de “Decoração e Artigos para o Lar” e a saída da categoria de “Tecnologia”. Coimbra, Braga e Bragança foram os distritos com maior crescimento de compras. Santarém e Portalegre são os que registam crescimento menor.

Através do site www.sibsanalytics.com podes consultar estas e outras informações.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Colabora com a 4gnews desde 2017, e faz parte da redação desde 2019. Come especificações ao pequeno-almoço. brunocoelho@4gnews.pt