Apple: Consumidores trocam cada vez menos de iPhone

António Guimarães

A Apple é uma empresa bastante peculiar. Ao contrário de outras fabricantes, a empresa da maçã só fabrica topos de gama.

É claro que isso é debatível devido ao lançamento de modelos como o iPhone SE ou o recente iPhone XR. Contudo estamos sempre a falar de equipamentos com preços bastante premium.

Nesse sentido, a empresa de Cupertino tem vindo a sofrer por causa dos iPhone. Certamente já ouviste falar várias vezes em como as vendas não andam muito famosas para o segmento mobile.

Apple poderá perder ainda mais vendas por não haver upgrades

Nos Estados Unidos e até mesmo aqui na Europa, muitas pessoas compram iPhones com contratos de operadoras. Esses mesmos normalmente vem acompanhados com fidelizações de um ou dois anos.

Posteriormente isso causava um hábito de trocar de iPhone quase anualmente, no final dos contratos. Esse factor representava uma boa fatia de vendas para Apple. No entanto as coisas já não são bem assim.

Inegavelmente, os smartphones topos de gama estão a ficar mais caros. Nos últimos 2 anos vimos marcas como a Samsung e Huawei a bater a marca dos 1000 euros nos seus melhores modelos. A Apple já o faz desde o iPhone X.

Adicionalmente os contratos de operadoras também se alteram com aumentos anuais. Tudo isto contribui para que os consumidores estejam cada vez menos motivados a fazer upgrade aos seus iPhone.

A tendência é a distância aumentar

Se os consumidores alteravam de iPhone de ano em ano, actualmente os números apontam para um upgrade em cada 2.7 anos. Aliás a tendência é aumentar ainda mais.

No ano fiscal da Apple em 2018, os números indicaram que os upgrades de iPhone tinham uma média de 3 anos. Para piorar os analistas prevêm um aumento para 4 anos durante o ano fiscal de 2019.

Com efeito, o programa de substituição de baterias dos iPhone poderá ser das primeiras coisas a desaparer. A existência desse programa permite ao utilizador prolongar bastante a vida do seu iPhone.

Em resumo, o futuro não parece bom para a Apple. O consumo de iPhones está a ser cada vez menos estimulado, além de que a empresa cada vez mais perde terreno para a concorrência.

Editores 4gnews recomendam:

Apple deverá cortar relações com Intel e Qualcomm no futuro

Utilizadores Android revelam características que mais invejam do iPhone

Xiaomi Mi 9: Prepara-te para uma câmara selfie do melhor que há

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.