Apple prepara adição de carregamento reverso ao iPhone

Carlos Oliveira
Comentar

É uma das tecnologias que muitos fãs da Apple pedem há já alguns anos. Apesar de tal não se ter confirmado nos últimos anos, tudo indica que a tecnológica americana irá mesmo dotar o iPhone com a tecnologia de carregamento reverso.

O tema volta a ser notícia após a submissão de uma patente, por parte da Apple, ligada a esta tecnologia. Quem a recebeu foi a USPTO, a entidade norte-americana que tutela o mercado de patentes daquele país.

iPhone poderá mesmo receber tecnologia carregamento reverso

O documento submetido pela Apple incide sobre uma tecnologia que permitirá a transmissão de energia sem fios entre dispositivos eletrónicos. Para isso, ambos devem contar com um sistema de receção ou envio de energia por essa via.

Apple

Trata-se de uma tecnologia que poderá ser utilizada em produtos como relógios de pulso, smartphones, tablets, portáteis, baterias removíveis e outros dispositivos eletrónicos. Em rigor, a Apple afirma que a mesma poderá servir para carregar um Apple Watch, AirPods e outros produtos.

Tal como sucede no mercado Android, isto permitirá o carregamento de outros dispositivos com o remanescente de energia na bateria do teu iPhone. Para tal, terás apenas de pousar o equipamento na traseira do teu smartphone.

Será uma forma de mitigar uma eventual escassez de energia no teu Apple Watch ou nos teus AirPods. Contudo, deves ter em conta que tal será possível à custa da autonomia do teu iPhone.

Outro contratempo desta tecnologia, tal como a vemos atualmente no mercado Android, são os baixos valores de transmissão de energia. As velocidades de carregamento por esta via são habitualmente bastante reduzidas.

Resta saber se a Apple irá implementar algum tipo de limitação na sua abordagem, aproveitando a tecnologia MagSafe. Tais pormenores não fazem parte da patente agora submetida e teremos de aguardar por um eventual lançamento para o mercado para o poder aferir.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.