Apple justifica ausência do iMessage no Android

Carlos Oliveira
Comentar

Há um debate recorrente acerca da posição da Apple em não disponibilizar o iMessage para o Android. Muitos dos que usam o sistema operativo da Google gostariam de poder usar esta aplicação, sobretudo para comunicar com quem usa um iPhone.

Como é sabido, a Apple não se mostra disposta a disponibilizar o iMessage para a sua plataforma concorrente. E para sustentar esta posição, o responsável máximo pelo seu software, Craig Federighi, volta a apresentar as suas razões.

Craig Federighi afirma que o iMessage no Android seria um "contratempo à evolução"

Foi em entrevista ao The Wall Street Journal que Craig Federighi apresentou as suas razões para a ausência do iMessage no Android. Segundo o executivo, isso seria um desperdício dos esforços desenvolvidos pela Apple.

Apple’s Craig Federighi and Greg Joswiak (@gregjoz) join @JoannaStern at #WSJTechLive to discuss products, privacy and power at the tech giant https://t.co/fNo2JGwMB4 https://t.co/aGrTlZrUo4

— The Wall Street Journal (@WSJ) 26 de outubro de 2022

"E então, se nós apenas lançássemos uma aplicação que realmente não obtivesse massa crítica noutras plataformas, o que ela teria conseguido é que nos impediria de inovar em todas as maneiras que queríamos inovar em mensagens para os nossos clientes, e realmente não teríamos realizado muito de qualquer outra forma."

Em síntese, aquilo que Federighi alega é que a migração do iMessage para o Android seria um entrave às evoluções que a Apple deseja implementar nesse mercado. Assim sendo, a empresa prefere apostar apenas no mercado que eles consideram que conseguirão fazer efetivamente a diferença.

Ora, muitos discordarão certamente das razões apontadas por Craig Federighi nesta entrevista. O executivo afirma que seria um desperdício migrar o iMessage para o Android, mas não é muito claro nas razões para tal.

Este é só mais um caso em que executivos da Apple oferecem razões debatíveis para a sua posição sobre o tema. Temos, por exemplo, uma declaração em 2013 a afirmar que isso serviria apenas de pretexto para famílias que usam iPhone oferecem smartphones Android aos seus filhos.

A verdade é que a Apple quer manter a exclusividade do iMessage no iPhone, tal como em muitos outros serviços seus. Ao invés de ser sincera nessa posição, oferece as mais variadas razões para defender a sua intenção.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.