Apple já garantiu chips de 3 nm da TSMC para os M2 Pro e M2 Max

Rui Bacelar
Comentar

A fabricante de chips mais popular do mundo é a TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Company), com um vasto portefólio de clientes como a Apple, AMD, Intel, Nvidia, bem como a Qualcomm, entre outros. Agora, ficamos a saber que a Apple já terá garantido o fornecimento de chips a 3 nm para os seus M2 Pro e M2 Max.

Assim sendo, a Apple poderá construir e produzir em larga escala a próxima geração de processadores a chegar aos computadores portáteis Apple MacBook Pro (e quiçá também aos Air). Realçando aqui a importância da TSMC como uma das poucas e certamente a maior fabricante de semicondutores do mundo, pelo que este desenvolvimento é em tudo importante.

Em 2023 teremos mais computadores Apple com os chips M2 Pro e M2 Max

Apple MacBook M2 Pro e M2 Max

Integrando a próxima geração de chips a 3 nm (litografia) da fabricante taiwanesa, a Apple poderá assim garantir um bom incremento de poder de processamento para os seus M2 Pro e M2 Max.

Note-se que estes chipsets serão alguns dos processadores mais potentes a chegar ao mercado em 2023, integrando a próxima geração de computadores Apple.

Atentando nas fugas de informação, os inovadores chips da TSMC já estarão destinados aos próximos computadores Apple MacBook, sobretudo para o modelo Pro. Aí, os consumidores deverão poder escolher entre as configurações com os processadores M2 Pro e M2 Max.

TSMC é uma das poucas fabricantes de semicondutores a 3 nm

TSMC

O início da produção destes componentes a 3 nm foi aprovado ainda há pouco tempo por C. C. Wei, presidente da TSMC, pelo que o stock ainda será escasso. Não obstante, empresas como a Apple têm agora tempo para preparar e, posteriormente, anunciar uma nova geração de produtos a tirar partido destes componentes.

Clarificando, empresas como a TSMC produzem os blocos essenciais para que entidades como a Apple desenvolvam novos processadores como os A17 Bionic para os iPhone 15 Pro, ou os M2 Pro e M2 Max para computadores Mac.

Paralelamente, a Samsung, outra das poucas fabricantes de semicondutores a 3 nm, também está a apostar neste novo tipo de componentes, ainda que neste campo a TSMC seja líder indisputada.

Intel, Nvida e AMD terão abdicado destes chips a 3 nm da TSMC

chips 3 nm da TSMC

Ainda que a Apple seja uma das principais interessadas nestes semicondutores, e que de acordo com fontes próximas da linha de produção já tenha garantido a produção destes componentes, nem tudo corre conforme previsto para a TSMC.

Em causa estão as supostas desistências de clientes como a Intel, Nvidia e AMD que, de momento, terão abdicado desta tecnologia de fabricação. Todavia, a Apple é de momento uma das maiores, senão mesmo a maior cliente da TSMC, algo que abona os desígnios da fabricante taiwanesa.

Para além disso, se os processadores M2 Pro e M2 Max trouxerem efetivamente melhorias palpáveis de estabilidade, processamento e gestão energética, não faltarão mais clientes para a TSMC. Aliás, tanto a Intel como a AMD não quererão ficar de fora caso esta nova litografia traga efetivamente vantagens palpáveis para o consumidor.

Computadores Apple de próxima geração devem estrear em 2023

Para já, contudo, temos que aguardar pela pronúncia oficial da Apple, ou pela divulgação de novas informações promissoras. Não obstante, temos rumores a apontar o M2 Ultra (Rhodes 2C) com 25 núcleos de CPU e 76 núcleos de GPU na sua gráfica.

Ademais, refere-se também o promissor M2 Extreme a liderar a gama com um processador de 48 núcleos e uma gráfica de 152 núcleos. Tudo isto, note-se, carece de confirmação.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt