Apple iPhone X - Muitos pedidos ou poucos equipamentos?

Filipe Alves
iPhone X Caixa
iPhone X Caixa

Hoje foi o dia em que os fãs da Apple acordaram pela manhã para compra o tão esperado Apple iPhone X. O novo dispositivo da empresa de Cupertino promete trazer uma nova ideologia aos terminais da empresa.

Com as pré-vendas a começar às 8.01 de Lisboa, lá acordei eu cedo, tal como outros amantes da marca, para comprar o tão esperado smartphone.

Vê ainda: Motorola Moto X4 estreia-se agora em novo mercado através da Amazon

Já não é a primeira vez que compro um smartphone da Apple na pré-venda. No ano passado acordei cedo também para comprar um iPhone 7 e 7 Plus, ambos os modelos chegaram no primeiro dia de mercado.

Hoje a história, no meu caso, não foi o mesmo. O website da Apple no Reino Unido ficou online eram quase 8.15 e embora muitos dos meus colegas tenham conseguido sacar um iPhone X para dia 3 de novembro, 4 minutos depois de iniciar a compra já demorava 3 a 4 semanas.

Apple iPhone X
O novo Apple iPhone X

Apple iPhone X está com prazo de entregas de 6 semanas!

Depois de finalizar a compra um simples refresh na página mostrou que a data tinha sido alterado para 4 a 5 semanas e neste momento está a 5 a 6 semanas.

A grande diferença face os iPhone 7 e 7 Plus é que ambos os modelos do iPhone X estão com o mesmo tempo de entrega.

Sinto realmente pena de não ser um dos primeiros a ter na mão o tão aguardado smartphone, porém, nada se pode fazer num caso destes! Não vou reclamar problemas de primeiro mundo. Mas deixa-me a questionar se as pré-vendas foram assim tantas ou se os rumores de problemas de produção eram verídicos.

Outros assuntos relevantes:

Microsoft: Windows 10 Mobile não representa 25% de “Market Share”

Huawei Video Service e a expansão do ecossistema da Huawei

Huawei lançará a sua própria loja de Apps em 2018, a Huawei AppStore

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.