Apple iPhone 15: apenas os modelos Pro terão o chipset A17 Bionic em 2023

Rui Bacelar
Comentar

A geração Apple iPhone 14 chega em setembro de 2022, se tudo correr conforme o previsto e, olhando já para o futuro, temos os primeiros rumores sobre a geração Apple iPhone 15. Estes serão os smartphones iOS para 2023 a estrear o chipset A17 Bionic com litografia de 3 nm, mais poderosos e eficientes.

Ao que tudo indica apenas os modelos Apple iPhone 15 Pro e Apple iPhone 15 Pro Max terão direito ao processador em questão. Em causa está o A17 Bionic, futuro sucessor do próximo A16 Bionic que, no que lhe concerne, também estará reservado para os Apple iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max.

Os melhores processadores para os melhores Apple iPhone Pro

Apple iPhone 14 Pro Max

Esta tese foi agora avançada por um leaker através da rede social chinesa Weibo. E, se de momento é extremamente precoce falarmos da geração iPhone 15, se tantas duvidas persistem ainda sobre os iPhone 14. Certo é que tal possibilidade vem reforçar uma aparente inevitabilidade no seio da gigante da maçã.

De acordo com as informações em questão, a Apple passará a reservar o novo processador para os modelos mais caros. Desse modo aumentará as diferenças entre ambos os modelos de novo iPhone. Ou seja, inflacionando as razões para investir mais e adquirir os equipamentos "Pro".

Esta rácio deverá assistir ao lançamento da gama iPhone 14, com o A16 Bionic reservado para os modelos mais caros e, se este novo leaker estiver certo, será cristalizada em 2023. Então, em setembro do próximo ano, teremos um novo processador a 3 nm, uma litografia mais avançada e eficiente, também para os modelos mais lucrativos da maçã.

Processador Apple A17 Bionic terá litografia a 3 nm, mais poderoso e eficiente

iPhone 15 Pro Concept Images in Matte Gold Finish 🌟🌟🌟• A17 Bionic• 120Hz Screen• In Display Fringarprint SensorConcept by @technizoconcept #Apple #iPhone15series #iPhone15Pro #Gold #Concept #iPhone15 pic.twitter.com/EVFsDmlAJv

— Sam (@Shadow_Leak) 18 de junho de 2022

A TSMC será a fabricante destes processadores, com base em Taiwan, e exportados para todo o mundo. Ao que tudo indica, estes chipsets terão melhorias de 45% na eficiência energética face à atual geração a 5 nm. Para além disso, serão 16% menores (área de superfície ocupada), para além de trazerem um maior poder de processamento com até mais 23% de desempenho.

Note-se que para já são meros rumores, mas podem evidenciar mudanças significativas nos próximos iPhones para 2022. Isto bem como nos modelos daqui em diante. Se até agora todos os telefones tinham o mesmo chipset, com a exceção dos modelos SE, tal pode mudar já em 2022, criando um precedente (algo) vinculativo.

Em setembro teremos as respostas a todas as questões relacionadas com os smartphones Apple. Entretanto, contamos também com mais fugas de informação.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com