Samsung Lei Jun Xiaomi Mi 7 Android Smartphone Xiaomi Mi 7 Índia
O próximo topo de gama da marca deverá ser apresentado em abril com o Mi MIX 2S em março ©reuters

A Índia já é maior do que os Estados Unidos da América no seu apetite por smartphones e dispositivos móveis. Seja Android ou iOS os dados da agência IDC não enganam. A Índia já ultrapassou os Estados Unidos da América para se tornar no 2º maior mercado mundial de dispositivos móveis. Agora, temos um novo equilíbrio de forças entre a Xiaomi e a Samsung segundo os dados da agência CMR (Cybermedia Research).

Segundo esta agência a Xiaomi já ultrapassou a Samsung para se tornar na maior fabricante de dispositivos móveis Android na Índia. Os dados, tal como os da Canalys, referem-se ao último trimestre (4º) de 2017. Comprovam assim a superioridade da fabricante chinesa no teatro de operações indiano. Em seguida podemos ver os dados detalhados da CMR

Vê ainda: Google Play Store – 40 aplicações Android temporariamente grátis

Com efeito, a Xiaomi terá cativado mais consumidores com os seus dispositivos móveis Android, sobretudo durante um dos últimos festivais na Índia, Maharashtra. Este festival, por si só, totalizou cerca de 13.7% de todos os smartphones vendidos durante o último trimestre de 2017.

Agora, segundo os dados da CMR, 31.2% de todos os dispositivos móveis vendidos no último trimestre foram da Xiaomi. Já a Samsung registaria uma quota de 15.3% durante o mesmo período. A discrepância entre ambas as fabricantes Android começa a tornar-se óbvia quando olhamos para os números das agências de análise de mercado.

Xiaomi ultrapassa a Samsung na Índia – CMR

O sucesso da Xiaomi deve-se ao Xiaomi Redmi Note 4, este sendo o smartphone Android mais vendido durante o último trimestre de 2017. Números e adesão que motivou a fabricante chinesa a abrir duas novas lojas físicas em território indiano em outubro e novembro, respectivamente. Já em janeiro de 2018 a chinesa abriria uma terceira loja física oficial no país, em Thane.

Xiaomi Samsung Android Índia CMR
Dados da CMR relativos ao último trimestre de 2017 na Índia.

Neste momento a Xiaomi é seguida de perto pela Samsung, a 2ª maior fabricante de dispositivos móveis no país. Em seguida temos a Vivo, a OPPO e a Lenovo (incluindo a Motorola). Estas foram as 5 maiores fabricantes de dispositivos móveis que entre si venderam 84% de todos os equipamentos durante o festival Maharashtra.

Xiaomi prevalece sobre a Samsung com os seus Android na Índia

Os consumidores ter-se-ão sentidos impelidos a trocar o seu dispositivo móvel ou a comprar uma unidade superior. Estas sendo as principais causas declaradas para a aquisição de um novo smartphone durante este período.

A relação preço / qualidade dos dispositivos móveis da Xiaomi terá obrigado a Samsung a repensar o seu alinhamento de gama média e entrada. Na Índia o setor de gama média e sobretudo gama baixa são os mais procurados. A marca sabe disso e tem conseguido granjear cada vez mais consumidores.

A aposta no marketing e na disponibilização de vários produtos feitos à medida das necessidades do mercado são uma das estratégias para o sucesso. A Samsung estará também a adaptar o seu alinhamento de produtos. Espera-se que a próxima gama Samsung Galaxy J reflicta isso mesmo.

Poderá este desfecho repetir-se em mais mercados / países?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy Note 9 sem leitor de impressões digitais sob o ecrã – KGI

Xiaomi Mi MIX 2S será o smartphone mais avançado da fabricante Android

Huawei P20 Porsche Design poderá justificar o seu preço “Premium”

Fonte | Via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).