Android. Xiaomi Berlim estreia-se na Geekbench com o Snapdragon 632

Rui Bacelar
Xiaomi Mi A1 Android Oreo LineageOS Geekbench Snapdragon
Surge agora um novo resultado de benchmark que nomeia um dispositivo até agora desconhecido.

A fabricante chinesa, Xiaomi, estará a preparar um novo smartphone Android. As informações chegam-nos através do leaker Roland Quandt, um perito no que às fugas de informação diz respeito. Agora, Quandt mostra-nos os dados obtidos pelo Xiaomi Berlim na plataforma de testes Geekbench. Revela-nos também a presença de um novo processador Snapdragon.

O smartphone Android aparenta ser um dispositivos de gama média alta. Está equipado com o processador / plataforma móvel Snapdragon 632 da Qualcomm. Note-se que este processador ainda não foi anunciado pela fabricante norte-americana. Mais ainda, apesar de na listagem da Geekbench estarem referidos 6 núcleos, Quandt afirma que o processador terá um total de 8 núcleos.

Vê ainda: Huawei P20, Huawei P20 Lite e Huawei P20 Pro, o alinhamento de luxo!

Acredita-se que a Qualcomm apresente e lance no mercado pelo menos três novos processadores da linha Snapdragon 600, o segmento de gama média. O Snapdragon 632 seria um desses processadores mas ainda não vimos qualquer notícia ou fuga de informação sobre o mesmo. Bom, pelo menos até agora...

Ainda assim, no passado vimos alguns rumores que sugeriam a presença deste Snapdragon 632 nos smartphones Xiaomi Redmi Note 5. Algo que não viria a acontecer, chegando o smartphone ao mercado com o antigo SoC, o Snapdragon 625. Note-se que o próximo processador, o SD 632 apresenta um grupo (cluster) de núcleos otimizados para a poupança energética. Terão uma frequência máxima de processamento a 1.02GHz segundo o relatório da Geekbench.

Xiaomi "Berlim" na Geekbench com Android Nougat e Snapdragon 632

Ainda segundo a Geekbench, o Xiaomi Berlim será um smartphone Android com características bem peculiares. Presente está o sistema operativo Android Nougat 7.1.2, provavelmente com a MIUI a acompanhar. Teremos também um total de 3GB de memória RAM. Note-se que a presença do Android Nougat indica que provavelmente terá sido testada uma unidade de testes. Um protótipo, um equipamento que ainda não está pronto para ser produzido em massa. Note-se que a Xiaomi não deverá apresentar mais smartphones que ainda tragam o Android Nougat quando o tiras da caixa.

Xiaomi "Berlim" apresenta características de gama média

Xiaomi Berlim Android Geekbench Snapdragon
O registo deixado na plataforma Geekbench pelo dispositivo móvel.

A fabricante chinesa costuma ser rápida a disponibilizar atualizações para a sua interface / ROM oficial, a MIUI. Todavia, é uma das que mais demora a atualizar esta mesma MIUI para a mais recente versão do sistema operativo da Google, neste momento o Android Oreo. Todavia, os seus próximos lançamentos já se deverão basear na nova verão e não no Android Nougat.

Mais ainda, a Xiaomi tem incluido processadores da Qualcomm (os Snapdragon) em praticamente todos os seus equipamentos. Perante a queda na popularidade dos processadores MediaTek o público prefere claramente as ofertas da Qualcomm e a Xiaomi sabe disso.

Recentemente a Qualcomm apresentou uma nova linha de processadores, os Snapdragon 700 por alturas do Mobile World Congress em Barcelona. Trata-se de uma nova linha de "motores" que se colocam acima dos "SD600" e necessariamente abaixo dos topos de gama "SD800". Os primeiros smartphones com um SD700 poderão ser lançados já durante 2018.

Esperemos para ver o que nos trará a Xiaomi com este "Berlim".

Assuntos relevantes na 4gnews:

Nokia 7 Plus esgotou em apenas 5 minutos…

Apple quer livrar-se da monocelha do iPhone X já em 2019

OnePlus 6 com ecrã 19:9, Android Oreo e com novo recorde na Antutu

Fonte |via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.