Android. Vivo NEX e NEX Ultimate são oficiais e os smartphones do futuro!Chegou finalmente o dia que o Vivo NEX foi revelado. O novo smartphone Android não está propriamente preparado para o nosso mercado, porém, este Vivo NEX é muito mais do que apenas “mais um smartphone Android”.

Em 2018 vimos as fabricantes mobile a ficarem sem ideias de design e a oferecerem soluções baseadas em “monocelhas”. O Essential Phone até pode ter sido o primeiro a trazer a notch, porém, a Apple trouxe a tão criticada tendência.

Vê ainda: iPhone X da Apple inspira o novo Samsung Galaxy A8 Star

Não posso dizer que gosto daquele recorte no ecrã. Não me incomoda muito na utilização do dispositivo, porém, está longe de ter o design mais apelativo.

A Vivo mostrou ao mundo como é que se faz um smartphone sem margens e revelou de forma oficial o Vivo NEX e o NEX Ultimate.

Vivo NEX chegam com Android, porém, não estão preparados para o mercado Europeu

Ambos os equipamentos partilham a mesma ideologia, contudo, com diferenças relevantes no preço e em algumas características.

Foram reveladas 3 variantes dos novos Vivo. Todas elas oferecem um ecrã 6.59″ polegadas FullHD+ com tecnologia Super AMOLED. O smartphone dá-nos ainda 19.3:9 de screen ratio e 91.24% de cobertura de ecrã na parte frontal.

Isto significa que o terminal não é só ecrã na parte frontal. O terminal conta ainda com um pequeno queixo na parte inferior. Até ao momento só a Apple é que não oferece este pequeno queixo. Isto porque a tecnologia usada pela Apple é um pouco diferente.

Na parte inferior é onde se situam os conectores do ecrã. Enquanto que todos os fabricantes conectam os componentes do smartphone ao ecrã naquele pequeno “queixo”, a Apple dobrou o display AMOLED para eliminar essa pequena margem.

Contudo, no iPhone X temos uma enorme monocelha, algo que não acontece no Vivo NEX ou NEX Ultimate.

O modelo mais simples chama-se NEX e conta com um processador Qualcomm Snapdragon 710, 6GB de memória RAM e 128GB de memória interna. Existe ainda uma grande diferença entre o “NEX” e os “Ultimate”. O modelo com o valor mais baixo contará com sensor biométrico na traseira do equipamento enquanto que os outros smartphones oferecem o leitor de impressões digitais no ecrã.

O NEX Ultimate dá-nos duas variantes. Uma delas com 8GB de memória RAM e 128GB de armazenamento e outra de 8GB de RAM e 256GB de interno. Ambas as versões contam com o sensor biométrico no ecrã.

Vivo NEX Ultimate (esquerda) e Vivo NEX

De referir que todos os modelos oferecem a tal câmara “Pop-up”. Esta era uma outra grande novidade. A câmara frontal fica no aro superior do equipamento e salta para fora quando é ativa a câmara frontal. Isto faz com que estes smartphones Android não precisem de encaixar a câmara na margem inferior ou inserir qualquer monocelha.

A câmara Pop-up é uma das grandes novidades deste Vivo NEX

Todos os modelos oferecem uma bateria de 4000 mAh e infelizmente o sistema Android não está propriamente preparado para o mercado europeu.

Não deverá ser complicado comprar estes equipamentos em lojas oriundas da China, porém, é importante saberes que o sistema está longe de ser o perfeito e o que estás habituado.

Os preços serão também chamativos. O modelo com Snapdragon 710 (NEX) chegará a 515€ (608$). O modelo “Ultimate” com 128GB de ROM a 593€ (700$) e o modelo de 256GB a 661€ (780$).

Mais do que um bom preço ou design elegante, estes novos Android mostram ao mundo como é que se deve fazer um smartphone. Estou seriamente ansioso por ver mais empresas a se inspirarem neste tipo de ideologia.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung recusa-se a pagar 539 milhões à Apple e voltarão a tribunal

Xiaomi Mi 8 esgota novamente numa questão de segundos na China

O iPhone descarrega rapidamente a bateria? A culpa pode ser do iOS 11.4

 Via

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.