Home Android

Android P será o fim da linha para algumas Apps na Google Play Store

Algumas Apps mais antigas deixarão de funcionar com o Android P

Android P Android Jelly Bean
As aplicações mais antigas deixarão de funcionar com a próxima versão do sistema operativo da Google.

As novidades seriam detectadas por alguns programadores ao investigarem a 1ª Developer Preview do Android P. Esta que será a próxima versão do sistema operativo da Google fará com que algumas Apps da Google Play Store deixem de funcionar com os próximos smartphones. Isto é, aqueles que estiverem a utilizar a 9ª versão desta plataforma para dispositivos móveis.

Dentro desta Preview seria encontrada uma nova pre-definição. Esta exige uma API (Interface de programação de aplicações) mínimo que irá excluir as Apps mais antigas. Todas as que não estiverem atualizadas com uma API recente, do Android Jelly Bean em diante, ficarão esquecidas na Google Play Store. Caso as tentes abrir, após a instalação, receberás uma mensagem de aviso.

Vê ainda: Afinal o que se passa com o Facebook e com a Cambridge Analytica?

Esta aplicação foi desenhada para uma versão anterior do Android e pode não funcionar corretamente. Experimenta procurar atualizações ou contacte o programador”.  O aviso aparecerá quando tentares abrir uma destas aplicações antigas e não atualizadas, ainda presentes na Google Play Store.

Neste momento, nível mínimo da API capaz de ser utilizado com o Android P será o nível 17. Ora, este refere-se ao Android Jelly Bean, a versão 4.2 do sistema operativo. Resta saber se na versão final e completa do Android P esta restrição se manterá ou será removida pela Google.

Android P trará novas regras para a Google Play Store

Esta á uma das maiores diferenças entre o iOS e o Android. Aqui a Apple remove toda e qualquer App (aplicação ou aplicativo) que não é compatível com o mais recente hardware ou arquitectura. No caso da Google este procedimento só recentemente começou a ser aplicado na Google Play Store. Seria apenas em dezembro último que a tecnológica norte-americana anunciaria que as Apps da Google Play Store teriam que precaver e suportar novas versões do sistema operativo.

Mensagem de aviso para Apps antigas e não atualizadas

Android P Android Jelly Bean 1
Caso tentes abrir uma aplicação antiga e não atualizada receberás esta mensagem. Pelo menos para já com a 1ª Developer Preview

Em suma, assim que o Android P for lançado (disponibilizado) de forma oficial, provavelmente em agosto as mudanças entrarão em vigor. Isto significa que todas as novas Apps submetidas na Google Play Store terão que suportar o Android Oreo e versões mais recentes.

Aliás, tal como avança a AndroidPolice, a Google já anteriormente avançaria que bloquearia apps que não estivessem devidamente atualizadas. Mais concretamente, que não tivessem uma versão recente da API, carecendo ainda de pormenores relativamente à possível restrição. Todavia, acreditamos agora que a partir do Android P o nível mínimo da API será a v17 que corresponde ao 4.2 JellyBean.

O que vai mudar na Google Play Store?

Sabemos que cada nova versão do sistema operativo Android traz novas mudanças para o funcionamento das Apps. Mais concretamente para a forma como as Apps podem agir e comportar-se nos nossos dispositivos móveis. Algo que começaria no Marshmallow, a versão 6.0 do sistema operativo da Google.

Para fugir ou contornar estas limitações impostas pelas versões mais recentes algumas Apps (como o Snapchat) baseiam-se num API mais antigo. Desta forma não lhe são aplicadas estas restrições como a de funcionamento em segundo plano.

Agora, com a primeira Developer Preview do Android P as aplicações terão menor margem de fuga ou contorno desta limitações. Em última análise quem beneficiará será o utilizador dos dispositivos móveis.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei P20 e Xiaomi Mi MIX 2S poderão gravar vídeo em câmara Super Lenta

Android P. LineageOS 15.1 traz um dos seus melhores recursos, o Lockdown

OPPO R15 é oficial! Smartphone Android pode inspirar o OnePlus 6

Fonte | Via 

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).