Android 13 pode resolver uma das frustrações de quem usa a navegação por gestos

Carlos Oliveira
Comentar

Desde o lançamento do Android 10 que a Google implementou um sistema de navegação por gestos. Atualmente, a maioria dos utilizadores Android já deve usar este tipo de navegação, mas isso não significa que a experiência seja imaculada.

Em alguns casos, o que deveria ser um simples deslizar para a esquerda ou direita numa página resulta num retroceder ou abandono dessa página. Uma fonte de frustração que poderá ser finalmente resolvida com o Android 13.

Android 13 poderá prever quando queres efetivamente retroceder num menu ou página

As pistas chegam-nos do calendário da empresa para o evento Google I/O. Um desses eventos dá pelo nome de "De volta ao básico do sistema de retroceder" que acontecerá no dia 12 de maio.

Android 13

A Google descreve esse momento como "descobre como o futuro do Android ajudar-te-á a criar uma navegação de recuo preditiva com animações satisfatórias". Ou seja, este evento estará ligado a algumas funcionalidades certamente a implementar no Android 13.

Perante tal descrição, rapidamente formou-se a tese de que a Google está a repensar o gesto de retroceder implementado no Android. Com efeito, acredita-se que o Android poderá aprender com os teus hábitos para perceber quando queres retroceder ou simplesmente arrastar uma página ou menu.

A Inteligência Artificial e o machine learning da Google terão um papel fulcral para o bom funcionamento desta novidade. Contudo, teremos de aguardar para perceber o quão fiável e assertiva será esta função.

Esta temática será certamente explorada na Google I/O que decorrerá nos dias 11 e 12 de maio. Ao ser um dos temas abordados neste evento, é bastante provável que venha a integrar o lote de novidades introduzidas no Android 13.

Não será uma funcionalidade à vista de qualquer utilizador, mas certamente será bem recebida por todos. Em especial aqueles que mais vezes se deparam com um retroceder indesejado.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.