Altice Portugal tem nova solução de segurança que vais querer conhecer

Bruno Coelho
Comentar

A Altice Portugal, dona da marca MEO, acaba de assinalar mais um marco na história das telecomunicações em Portugal. Esta passa a disponibilizar uma solução, com acessos baseados em chaves e distribuição quânticas, para os seus clientes empresariais com serviços no Data Center sediado na Covilhã.

“A Quantum Key Distribution (QKD) é uma técnica avançada para partilha de chaves de criptografia entre locais, através de fibra ótica ou satélite para longas distâncias, permitindo a distribuição de chaves com um ritmo superior a 1000 por segundo”, explica a empresa em comunicado.

Altice Portugal empresas

Esta solução apresentada pela Altice Empresas consiste em ligações cifradas por chaves aleatórias geradas por tecnologias quânticas e distribuídas por QKD. Enquadra-se no conceito “quantum keys-as-a-service” (QaaS), um serviço complementar às ofertas de networking e de Cloud.

Vai permitir aumentar o nível de segurança das comunicações de acesso à de forma exponencial e proteger os ativos mais importantes para qualquer organização na sua interligação com o Data Center.

Setores com maior potencial de utilização deste serviço de encriptação evoluído

  • Banca
  • Saúde (nomeadamente as farmacêuticas)
  • Prestadores de serviços de utilidade pública
  • Organizações governamentais e militares

"À medida que as empresas se tornam mais digitais, os ataques cibernéticos estão cada vez mais sofisticados. A integração da solução do QKDaaS no ecossistema da Altice Portugal é uma mais-valia no conjunto de soluções de segurança de acesso à cloud da Altice Empresas com aplicação em diversas áreas”, afirma João Teixeira, CTO da Altice Portugal.

A Altice Empresas quer, assim, reafirmar-se enquanto provedor estratégico na entrega de soluções líderes no mercado juntando-se a um movimento dos principais players internacionais para a adoção de uma estratégia para a futura era quântica.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.