nexus 6Esta nova atualização, anunciada oficialmente no blog oficial da Google, traz-nos melhorias e novidades. Relativamente às melhorias,  temos uma maior performance, que deverá ser acompanhada por um menor consumo de bateria e uma maior disponibilidade de memória RAM, estes que são alguns dos principais defeitos do Android 5.0 Lollipop.

Por via da regra os dispositivos Nexus são sempre os primeiros a receber a actualização directamente da “fábrica”. Isto é, como foram concebidos para correr o Android puro, tal e qual é desenhado e concebido pelos engenheiros da Google, estes dispositivos usufruem de actualizações em tempo record.

   

Pois bem, o Android 5.1 Lollipop foi anunciado na segunda-feira passada, sensivelmente à hora do nosso LiveCast semanal que começa às 21:00 e junta as principais personalidades do mundo tecnológico português e brasileiro. Se ainda não conheces, na próxima segunda-feira não faltes.

Voltando ao assunto, dado que estou a utilizar um Motorola Nexus 6 como daily-driver, pensei que ia receber a actualização o quanto antes mas desde então já se passou quase uma semana e continuo no Android 5.0.1. Ninguém gosta de esperar pela actualização OTA e eu não sou excepção, por isso resolvi investigar.

Pelos vistos, ao estar sempre a verificar se a actualização está disponível é tão eficaz como estar repetidamente a carregar no botão de chamada do elevador, portanto mais vale estar quieto. Sucede o seguinte, ao estar sempre a ver se a actualização está disponível estamos, literalmente, a perder tempo. As actualizações são disponibilizadas em fases.

A primeira fase dura entre 24 a 48 horas após o anúncio do início da disponibilização e só chegará a cerca de 1% de todos os dispositivos-alvo. Posteriormente, os engenheiros da Google vão analisar os relatórios de erro e “caçar” os bugs que possam ter escapado ao seu escrutínio.

Se tudo estiver a correr bem, a segunda fase terá procedência e fará chegar a actualização a cerca de 25% dos dispositivos-alvo, assumindo que não são encontrados novos problemas, a terceira fase abrangerá mais 50% dos dispositivos e assim sucessivamente, no decurso de algumas semanas até que tudo esteja actualizado e de boa saúde.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Traduzindo tudo isto em termos práticos, se, como eu, continuas a clicar no “Verificar se existem atualizações”, neste momento terás cerca de 1% de probabilidades de a receber, dado que ainda estamos na primeira fase. Se não fores um dos felizes contemplados na primeira fase então terás que esperar até que comece a segunda fase e, novamente, tentar a tua sorte (vá, desta vez já tens 25% de probabilidades) e assim sucessivamente.

Ao clicar vezes sem conta só vais estar a ostracizar ainda mais o teu dispositivo. Oxalá não firas os seus sentimentos, ninguém gosta de ser rejeitado e ser posto de parte. Nota, o dispositivo verifica automaticamente as actualizações pelo menos 1 vez por dia, portanto relaxa.

O mais recente dispositivo da Google conta com umas excelentes especificações, com o Android Lollipop puro, sem qualquer “bloatware” ou interface pesada, o que é sempre uma vantagem. Pelo menos essa foi uma das minhas primeiras impressões, para saberes mais vê o vídeo. Não te esqueças do “Like”, da Subscrição e, se quiseres, da partilha!

Gostaria de receber a actualização Android 5.1 Lollipop para o Motorola Nexus 6 a tempo de fazer a sua review mas começo a perder a esperança.

Talvez queiras ver:

Diz o que tens em mente nos comentários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).