ai.type app internet informações dados Android
Uma das maiores fugas de informação até à data…

Um total de 557GB. Esta é a assustadora quantidade de dados dos utilizadores que, segundo a zdnet, terá sido furtada dos servidores de uma popular desenvolvedora de teclados virtuais. A ai.type acaba assim de expor os dados e informações de cerca de 31 milhões de utilizadores da sua App para Android. Os seus nomes, emails, datas de instalação da App e a localização geográfica acabam de ser divulgados na Internet.

Vê ainda: 27 Apps gratuitas na Google Play Store para o teu Android

A lista de dados e informações que deixaram de ser confidenciais abrange ainda a marca, o modelo e o fornecedor da Internet ao smartphone em questão. Revela ainda informação sobre o IP e vários detalhes sobre a rede móvel utilizada. Já seria mau o suficiente se a lista de informações que “escaparam” ficasse por aí. Mas há mais…Segundo a Quartz, a própria empresa responsável pelo teclado virtual estava a espiar os seus utilizadores.

   

Esta conclusão, avançada pela Quartz, baseia-se no tipo de informações que caíram em leak. Desde os links para os perfis do Google de todos os utilizadores, as datas de nascimento e até o género.

ai.type estaria a recolher dados dos seus utilizadores Android

Sem esquecer as fotos de perfil, números de telefone através da lista de contactos e uma lista detalhada de todas as outras Apps instaladas no teu dispositivo. Escusado será dizer que a ai.type não deveria ter acesso a estas informações.

Chegaram ainda à conclusão que a grande maioria do leak teve como alvo os utilizadores fremium desta App de teclado. Ou seja, todos aqueles que descarregaram a versão gratuita desta aplicação, igualmente funcional mas sem tantas opções.

Todas estas informações estariam a ser veiculadas para os programadores desta App pela Internet. Sendo posteriormente guardadas numa base de dados na cloud, também na Internet.

Esta imensa base de dados foi descoberta devido à ausência de criptografia destes bancos de dados. Nem sequer seria necessária uma palavra-chave (password) para aceder à base de dados.

ai.type app internet informações 1 dados Android
A quantidade de dados que estaria a ser recolhida sem a autorização do utilizador é assustadora.

Em suma, praticamente qualquer utilizador, com o endereço certo, poderia aceder às informações de mais de 30 milhões de utilizadores. Podendo ver, descarregar e até mesmo apagar as informações que lá estavam. Posto isto, era apenas uma questão de tempo até que alguém tropeçasse nesta enorme base de dados na Internet.

Versão gratuita para Android no centro da controvérsia

Da análise dos dados indevidamente colectados conclui-se ainda que os utilizadores da versão iOS (sistema operativo dos dispositivos Apple) não foram afetados. Os dados foram apenas recolhidos entre os utilizadores da versão Android.

Felizmente, as informações bancárias, detalhes de pagamentos, recibos e outras informações financeiras não fazem parte desta autêntica horda de informação. Toda ela recolhida sem a autorização do utilizador, claro.

Dados de 31 milhões de utilizadores Android foram recolhidos e divulgados na Internet

Note-se que a ai.type ainda não providenciou qualquer explicação para a presença de informações de localização e até mesmo os perfis dos seus utilizadores Android estavam a ser guardados.

Através de um comunicado oficial, o criador da App ai.type , Eitan Fitusi, disse apenas que a empresa não está a espiar os seus utilizadores e que todos os dados presentes na base de dados na Internet estavam lá apenas para poderem ir melhorando a App.

Algo que vem dar credibilidade às suas declarações é o facto de os registos de escrita, daquilo que os utilizadores estavam a escrever com a versão Android desta App não foram recolhidos. Segundo o fundador, todas estas métricas são enviadas de volta aos servidores da App ai.type na Internet. Tudo isto para o desenvolvimento dos mecanismos de inteligência artificial.

 

Esta App ai.type, tanto para Android como iOS é bastante popular na Europa. Aqui conta com mais de 40 milhões de utilizadores. Trata-se de uma aplicação de teclado virtual, tal como tantos outros concorrentes. Contudo, apresenta algumas funcionalidades bem procuradas. Desde as previsões de palavras, correções, temas para o teclado, entre outras.

Aqui, um dos seus novos trunfos é mesmo o mecanismo de inteligência artificial baseado na nuvem. Desta forma a App consegue providenciar uma adaptação bem rápida ao estilo de escrita de cada utilizador.

Tudo isto para melhorar a previsão de texto nas versões Android e iOS

Caso sejas um utilizador da sua versão Android, ou mesmo de outra versão desta app ai.type aconselho-te a procurar alternativas.

Ou pelo menos a trocar a tua palavra passe. Evita ainda utilizar a mesma palavra passe para as várias aplicações pois isto facilita bastante o trabalho a mentes menos honestas.

A cada passo surgem novas campanhas de ataque aos dados pessoais e esta ai.type acabou por ser uma das mais recentes vítimas. Esperemos que tal não se volte a repetir e que pelo menos utilizem algum tipo de criptografia para proteger os dados dos seus utilizadores.

Caso queiras, e para não perderes os próximos artigos, listas, dicas e análises, fiquem atentos às nossas redes sociais como a página de FacebookInstagram e claro, no YouTube onde terás também as nossas LiveCasts semanais todas as segundas-feiras às 21:30, hora de Lisboa. Estas transmissões em directo são posteriormente publicadas sob o formato de PodCast para que possas desfrutar deste conteúdo em alta-qualidade.

E tu, utilizavas esta App, seja na sua versão para Android como iOS? Deixa-nos o teu feed-back abaixo, nos comentários. Foram muitos dados a cair na Internet. Oxalá isto sirva como chamada de atenção.

Assuntos relevantes na 4gnews:

OnePlus 5T Star Wars Limited Edition chegará à Europa

Samsung Galaxy A8 chegará a 2018 com função famosa do Galaxy S8

27 Apps gratuitas na Google Play Store para o teu Android

ViaQuartz
Fontezdnet

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).