Agora é o Xiaomi Mi 10! Construção foi afetada devido ao Coronavírus

Filipe Alves
Comentar

O Xiaomi estreou-se com duas vendas "flash" do Xiaomi Mi 10. Nessas duas vendas o smartphone esgotou em menos de 1 minutos com números simplesmente impressionantes.

Contudo, as boas notícias terminam aqui. O Coronavírus, que tem atacado seriamente o mundo, mas em situações piores na China, está a afetar a produção do Xiaomi Mi 10 e é quase garantido que deixará de existir stock do terminal em breve.

Xiaomi Mi 10 pode demorar a chegar à Europa devido ao Coronavírus

Xiaomi Mi 10

Já fabricantes mostraram preocupação face à produção dos seus terminais. Visto que a maior parte dos equipamentos é construído na China e a maior parte das cidades desse país está em quarentena, com pessoas que não saem de casa, escusado será dizer que os construtores estão a ter dificuldade em acompanhar as encomendas de construção.

Pan Jiutang, um parceiro de investimento do departamento da Xiaomi, referiu que "A cadeia de suprimentos desses produtos deverá terminar ainda antes do Festival da Primavera. Devido ao atraso na retomada de trabalho, o fornecimento subsequente pode demorar mais tempo".

Em síntese, isto quer dizer que os smartphones que foram feitos até ao momento acabarão por ser vendidos, contudo, que mais remessas podem demorar a chegar. Tudo dependerá da evolução (ou não) do Coronavírus.

Coronavírus parou a China e o mundo

Xiaomi coronavírus

São muitos os produtos fabricados na China. Só agora é que temos plena noção desse grande país na escala mundial. Com as pessoas em casa sem trabalhar e com o mundo atento a todos os passos dados pelo governo chinês, hoje temos plena noção o quão é importante a China na economia global. Até ao momento o Coronavírus já afetou mais de 70 mil pessoas e matou 1874. A maior parte delas na China.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.