A confusão da Xiaomi só piorará com esta nova gama de smartphones!

Filipe Alves
5 comentários

Sou um amante da Xiaomi, contudo, não há forma da empresa conseguir simplificar. Pelo menos para aqueles que querem aposta nos seus equipamentos.

Se és um amante Xiaomi, certamente já te viste às voltas a tentar explicar qual seria o melhor smartphone para um amigo numa recomendação.

Xiaomi ceo

Nova gama CC só vem complicar as linhas da Xiaomi

A nova gama CC, que será anunciada no dia 2 de julho chega para piorar o cenário. Numa altura onde os fãs da marca aplaudiram a ideia de criar a submarca Redmi de forma a simplificar as coisas, a Xiaomi continua a afirmar que gosta de complexidade.

A ideia passava por dedicar a marca "Xiaomi" aos topo de gama e os "Redmi" a smartphone com uma excepcional relação qualidade/preço. Inicialmente pensávamos que a Redmi iria lançar apenas smartphones intermediários, porém, o Redmi K20 (topo de gama) veio mudar isso.

Gamas da Xiaomi vistas de forma simples

  • Gama Mi (atualmente Mi 9) - Topo de gama da marca
  • Gama Mix - O melhor que a empresa consegue oferecer e mais irreverente
  • Gama SE - Os gama média da gama Mi
  • Gama "T" - (Mi 9T e Mi 9T Pro) os únicos com câmara pop-up
  • Gama CC - Alegadamente irreverentes, gama média e desenhados para jovens
  • Gama Lite - Terminada
  • Gama Note - Terminada
  • Gama Play - Terminada

Contudo, a gama CC está longe de ser irreverente. Todos esperávamos um smartphone com um design diferente. Algo que a Xiaomi se destacaria da concorrência e traria a um preço vantajoso.

Xiaomi CC9

Porém, a mais recente imagem do smartphone (acima), mostra-nos um terminal fortemente inspirado no Huawei P30 com a tonalidade traseira do P30 Pro.

Desvalorização dos equipamentos é um problema

Xiaomi Mi Mix 3

Por muito que goste dos baixos preços dos smartphones da fabricante, a forte desvalorização dos seus equipamentos é um problema. Se és daqueles que compra os equipamentos online sabes que é assim mesmo. O Mi 9, por exemplo, saiu para o mercado a 500€ e pode ser comprado agora por 360€.

Não condeno o preço! Está simplesmente fantástico. Contudo, gostava que existisse mais coesão nos valores. Até porque se compraste um Mi 9 por 500€ a esta hora não deves estar muito feliz.

O que pode a Xiaomi fazer?

A solução, no meu ponto de vista, é linear perfeitamente aquilo que se comprometeu. São smartphones topo de gama? Assim terão de ser! Até podemos ter pelo menos um gama média mas nada mais do que isso.

Como amante da marca acredito que a Xiaomi pode ir longe. Todavia, não me parece que o lançamento de gamas atrás de gamas seja o passo correto.

Editores 4gnews recomendam:

5 comentários
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.