O Logotipo é parte essencial de uma empresa e de uma marca. É um estímulo visual que publicita toda uma imagem e valores da marca que representa.

Alguns dos logotipos mais conhecidos mundialmente são o símbolo da Nike, algo muito simples mas que associamos sempre à famosa marca desportiva. Outro marco inconfundível é a letra “M” amarela e curvo, o MacDonald’s é reconhecido em qualquer parte do mundo pelo seu “M” amarelo, disso ninguém tem dúvidas.

No entanto, os logotipos, tal como as empresas que representam, estão sujeitos a evolução e várias mudanças, consoante o percurso que cada marca pretenda prosseguir. Em seguida, trago-vos alguns exemplos de logotipos facilmente identificáveis que passaram por uma série de transformações ao longo dos anos.

   

Os logotipos mais influentes no mundo tecnológico, começando pela Microsoft:

original-microsoft-logo

Criado em 1975, este é o primeiro logotipo da Microsoft, tem um certo” look Disco” reflectindo o ambiente que pairava no ar, conseguem imaginar as luzes da discoteca reflectindo várias cores nas diferentes letras deste logo?

Em seguida não podíamos deixar de falar na Apple:apple-original-logo

Prestando homenagem a Sir Isaac Newton o primeiro logotipo da Apple tinha a seguinte inscrição”Newton … A Mind Forever Voyaging Through Strange Seas of Thought … Alone”. Não é, provavelmente, a frase mais simples do mundo mas foi o que Ronald Wayne, um dos fundadores da Apple se lembrou de usar. Desde então escusado será dizer que muito mudou e muito se simplificou.

Outrora gigante, hoje dela pouco mais resta do que a memória e alguns telemóveis irredutíveis, falo pois da Nokia

nokia-original-logo

 

Devem estar a pensar que a Nokia começou como uma fábrica conservas de peixe, mas não. Tudo começou pela mão de Knut Fredrik Idestam, em 1865 sendo na época uma fábrica de papel.

Perto do final do século XIX, a empresa envolveu-se no negócio das botas de borracha e armários de madeira e fundou uma companhia com uma vertente mais tecnológica, já que este produto e os químicos que lhe eram associados constituíam na época o setor tecnologicamente mais desenvolvido.

Com a expansão da eletricidade na Finlândia, a partir de 1910 a fabricação de cabos elétricos cresceu consideravelmente, até porque também era preciso suportar as necessidades impostas pelo telefone. Nasceu assim mais uma companhia no grupo finlandês, desta feita dedicada aos cabos elétricos.

Com o passar do tempo acabou por largar o negócio do papel e dos cabos, concentrando-se nas novas tecnologias electrónicas emergentes.

Em seguida, temos outra gigante cujas origens remontam ao século XIX, a IBM:

Original_IBM_Logo

Muito antes da Apple e da Microsoft se lembrarem sequer de criar o seu nome, a IBM já era uma marca conhecida pelas suas várias máquinas, desde balanças, pesos, sistemas de medição do tempo, fatiadores de fiambre, tudo e mais alguma coisa. Em boa verdade, ainda hoje dominam grande parte destes sectores, basta ir aos CTT’s e prestar atenção à marca da balança que cada balcão tem.

A sua fundação deu se em 1888 com o nome de International Time Recording Company, tendo mudado para International Business Machines, IBM em 1924 e desde então não parou de crescer.

E já que estamos a falar de máquina, porque não máquinas fotográficas, Canon é vos familiar? Ou melhor, Kwanon?first-canon-logo

Este logotipo é um bocado estranho, no mau sentido, na medida em que mais se assemelha a uma loja de artigos de vodu e parafernália paranormal do que à marca de máquinas fotográficas que nos é tão familiar.

As suas origens remontam a 1934, ano em que dois inventores japoneses criaram uma máquina fotográfica na empresa Precision Optical Instruments Laboratory. A câmara foi baptizada de Kwanon em honra da divindade budista da misericórdia, ou Bodhisattva. Desde então o logotipo foi simplificado e percebe-se porquê.

Cerca de 4 anos antes, em 1930, era fundada outra empresa de que já devem ter ouvido falar, a Motorola:logo-motorola

Em 1930, a empresa de Chicago, Galvin Manufacturing Corporation lançou um rádio para automóvel, componente que deste então passou a integrar todas as viaturas. O nome surgiu da mistura entre “Motor” e “Ola” um sufixo bastante popular na altura para designar as aparelhagens sonoras como a Victrola.

A inclusão de um rádio nos carros foi de tal maneira um sucesso que Paul Galvin decidiu mudar o nome da empresa para Motorola e como sabemos, a marca passou por várias alterações desde então.

Por último resta-me falar da Xerox:xerox-logo

A Xerox abriu portas em 1906, então sob a alçada da Haloid Company, que produzia papel fotográfico e outro equipamento da área. Passados 20 anos, Chester Carlson, inventor da tecnologia de electrofotografia (que hoje conhecem como fotocópia), resolveu abordar a Haloid em busca de investimento na sua tecnologia.

Foi só em 1959 que a primeira fotocopiadora do mundo chegou ao mercado, a Haloid Xerox 914. A fotocopiadora foi um sucesso tão estrondoso que a marca decidiu abandonar a palavra Haloid do seu nome e concentrar-se na produção de fotocopiadoras. Sector que ainda dominam.

Estes foram apenas alguns exemplos da mudança subjacente às marcas que hoje tão bem conhecemos. Quais é que acham que também devia ter abordado?

Talvez queiras ver:

Deixa a tua opinião nos comentários, um Like na página do Facebook  e Subscreve o canal no Youtube .

Aplicação para Android 4Gnews.pt Windows Phone  4Gnews.pt 8 e 8.1

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).