Xiaomi vai lançar smartphone misterioso com câmaras ‘agressivas’

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi parece não ter esgotado o número de smartphones que pode lançar com o competente processador Snapdragon 870. Depois do POCO F3 ou do Black Shark 4, parece haver mais a explorar.

Segundo um exclusivo do leaker Mukul Sharma, a Xiaomi vai em breve lançar um novo smartphone com o processador Snapdragon 870. O equipamento ainda envolto em grande mistério será para os mercados globais.

Snapdragon 870, 67W e câmaras 'agressivas' no novo Xiaomi

A fonte avança no Twitter que o terminal terá carregamento de 67W, que se vai cada vez mais tornando o mínimo para um smartphone praticamente topo de gama. É ainda revelado que o terminal terá um conjunto de câmaras ‘agressivas’.

[Exclusive] I can now confirm that Xiaomi is soon launching a new phone with Snapdragon 870 processor, 67W fast charging, and a pretty "aggressive" camera setup in the global market. Though Indian launch is not confirmed, we can expect it to come to India as well.#Xiaomi

— Mukul Sharma (@stufflistings) 16 de novembro de 2021

A Xiaomi tem apostado cada vez mais na fotografia nos seus smartphones. Resta saber se este conjunto de câmaras agressivo terá espaço para, por exemplo, uma lente telefoto que normalmente apenas vemos em modelos mais caros.

O site Gizmochina avança a possibilidade de Mukul Sharma estar a falar no smartphone com número de modelo “2112123AC”. Este foi recentemente registado pelas entidades TENAA e 3C na China, com os referidos Snapdragon 870 e 67W de carregamento.

Embora Mukul Sharma seja uma fonte credível, e que já se revelou certeira em muitos assuntos da Xiaomi no passado, devemos olhar para estes dados com uma pitada de sal. Até confirmação oficial da marca deste lançamento global, vamos tomar esta informação como um palpite não confirmado oficialmente.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.