Xiaomi Redmi Note 11T Pro pode ser o último smartphone da marca com esta especificação

Mónica Marques
Comentar

A popularidade dos ecrãs OLED está a crescer de tal maneira que a Xiaomi está a equacionar passar a usar apenas este tipo de painel em todos os seus smartphones.

A afirmação é da autoria de Zhang Yu, um alto executivo da marca que avança que o Redmi Note 11T Pro pode ser mesmo o último modelo com um ecrã LCD integrado.

Xiaomi pode vir a optar por incluir apenas ecrãs OLED em toda a sua linha de smartphones

Redmi Note 11T Pro
O Redmi Note 11T Pro foi lançado em maio deste ano Crédito@Xiaomi/Weibo

A popularidade dos ecrãs OLED tem vindo a crescer e até os smartphones de gama média começam a exibir este tipo de painel que estava quase que reservado para o segmento premium.

E parece que a fabricante chinesa Xiaomi vai mesmo seguir esta tendência e apostar na popularidade dos ecrãs OLED, passando a incluir apenas este tipo de painel, em toda a sua linha de smartphones, incluindo os de gama média.

Tratando-se de um rumor, veríamos a informação com alguma cepticismo, visto que os ecrãs OLED são mais dispendiosos, o que se reflete depois no preço final para o utilizador. Também por essa razão é que esta especificação era especialmente frequente no segmento premium de smartphones.

No entanto, a informação da nova estratégia da Xiaomi chega-nos através... da própria Xiaomi! Zhang Yu, responsável de vendas do grupo Xiaomi, afirmou publicamente que o Redmi Note 11T Pro pode mesmo ser o último smartphone da marca a exibir orgulhosamente um ecrã LCD.

Sendo um alto responsável da empresa a fazer tal revelação, a informação ganha outra força e, talvez, a Xiaomi venha mesmo a fazer uma substituição gradual de ecrãs LCD para OLED durante os próximos tempos. A questão é: será possível manter o ritmo de lançamentos efetuado até agora e os preços acessíveis?

E foi exatamente essa a questão levantada por vários fãs da marca que receberam a notícia com pouco entusiasmo, dando conta das suas preocupações relacionadas com o preço dos próximos smartphones Xiaomi e com o ritmo das novidades lançadas.

Tecnologias de ecrãs OLED não podem ser transportadas para ecrãs LCD

Esta não é a primeira vez que um responsável da marca chinesa fala deste assunto. Anteriormente, Lu Weibing, presidente do grupo Xiaomi, já tinha explicado que os princípios aplicados nos ecrãs OLED são diferentes daqueles que são utilizados nos painéis LCD. Acrescentando ainda que muitas tecnologias usadas em OLED não podem ser transportadas para os ecrãs LCD.

Aliás, prova disso é que a Xiaomi "personalizou" o ecrã LCD do Redmi Note 11T Pro. Mas o esforço valeu a pena, visto que este foi o primeiro LCD com alta taxa de atualização a receber a certificação DisplayMate A+.

Ora de acordo com as novas declarações do responsável de vendas da Xiaomi, a marca pode deixar de fazer este esforço de "personalização" e passar a recorrer apenas a ecrãs OLED para equipar os seus smartphones. Os próximos tempos e, sobretudo, lançamento vão apontar o caminho que a fabricante chinesa pode seguir no futuro, no que diz respeito a ecrãs de smartphones.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.