Xiaomi: Redmi Note 11 2023 é uma aposta para o mercado global, mas não será lançado em todos os países

Mónica Marques
Comentar

O Redmi Note 11 2023 está já a passar por todas as certificações necessárias ao seu lançamento, o que sugere que tal deve acontecer ainda durante este mês.

Ao que tudo indica, o próximo modelo acessível da Redmi será uma aposta para o mercado global, ainda que não vá chegar a todos os cantos do mundo.

Redmi Note 11 2023 não vai ser lançado na Índia

Redmi Note 11 Pro 2023 🇮🇳🇮🇳❌❌❌ Global only product ✅

— Paras Guglani (@passionategeekz) 4 de outubro de 2022

Desde há algum tempo que o modelo Redmi Note 11 2023 está a ser alvo de vários rumores no mundo Web. Agora o leaker Paras Guglani está a avançar na sua conta da rede social Twitter que este modelo será uma aposta da Xiaomi para o mercado global.

Global ou nem tanto. Tudo porque o mesmo leaker garante que o modelo acessível da Redmi não será lançado num mercado importante e grande para a Xiaomi: a Índia. A razão para esta decisão não é conhecida, mas parece que o novo modelo tem chegada garantida à Europa.

Neste momento, o Note 11 2023 já passou por todas as certificações necessárias ao seu lançamento, tendo inclusive sido já detetado no Google Play Console. Tal sugere que o seu lançamento pode acontecer a qualquer momento.

Alguns rumores avançam mesmo que a Xiaomi pretendia lançar o modelo no mês de setembro, mas nessa impossibilidade, o Redmi Note 11 2023 chegará ao mercado (quase) global ainda durante este mês.

Redmi Note 11 2023 terá especificações semelhantes ao Redmi Note 10 Pro

De acordo com os rumores divulgados até ao momento, o Redmi Note 11 2023 será bastante semelhante ao Redmi Note 10 Pro que foi lançado no ano passado. Por isso recordemos algumas das especificações deste último modelo.

O Note 10 Pro conta com um ecrã AMOLED de 6,67 polegadas que fornece uma resolução Full HD+ e uma taxa de atualização de 120 Hz.

Aos comandos está o processador Snapdragon 732G emparelhado com 8 GB de memória RAM LPDDR4x e 128 GB de armazenamento UFS 2.2. É também alimentado por uma robusta bateria de 5.020 mAh com suporte para carregamento rápido de 33 watts.

De resto, a sua configuração de câmara traseira quádrupla conta com um sensor primário de 108 megapixéis, um ultrawide de oito megapixéis, um sensor macro com cinco megapixéis e ainda um sensor de profundidade com dois megapixéis de resolução.

Editores 4gnews recomendam:

Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira. Email:monicamarques@4gnews.pt