Xiaomi POCO F3 começa a receber a MIUI 13. Mas há um senão

Bruno Coelho
Comentar

O POCO F3 foi um dos smartphones mais populares de 2021. Este apresenta uma excelente qualidade-preço, tendo sido lançado a partir de 299 € com processador Snapdragon 870. Algo que mesmo para os padrões atuais seria ótimo.

Seria de esperar que fosse um dos primeiros a ser presenteado com a MIUI 13, mas assim não aconteceu. O terminal começou finalmente a receber a atualização mais aguardada, mas é só para alguns.

Xiaomi POCO F3 recebe MIUI 13, mas só para os inscritos no programa Mi Pilot

Segundo as mais recentes notícias nos fóruns da Xiaomi, esta atualização chega primeiro para quem se inscreveu primeiramente no programa Mi Piloti. Só depois os restantes utilizadores terão acesso à mesma.

xiaomi poco f3

Esta atualização chega na versão 13.0.2.0.SKHMIXM, e tem um peso de 3,1 GB para o teu POCO F3. De qualquer das formas, se não estás incluído no programa Mi Pilot, o melhor será mesmo esperar pela versão estável global.

Agora que esta atualização começou a ficar disponível para o POCO F3 no Mi Pilot, é uma questão de tempo até ficar disponível para todos os utilizadores deste terminal. Por esta altura são já vários os equipamentos que tiveram direito à atualização, como revela o Xiaomi Adictos.

  • Xiaomi Mi 11 Ultra
  • Xiaomi 11 Lite 5G NE
  • Xiaomi Mi 11 Lite 5G
  • Xiaomi Mi 11 Lite 4G
  • Xiaomi 11T Pro
  • Xiaomi 11T
  • Xiaomi Mi 11i
  • Xiaomi Mi 11
  • Xiaomi Pad 5
  • Xiaomi Mi 10
  • Xiaomi Mi Note 10 Lite
  • Redmi Note 11 Pro
  • Redmi Note 10 Pro
  • Redmi Note 10
  • Redmi 10
  • Redmi Note 8 (2021)
  • POCO X3 Pro
  • POCO X3 GT
  • POCO F3

Se não encontras o teu equipamento nesta lista não desesperes. Os equipamentos inicialmente suportados irão receber a atualização mais tarde ou mais cedo, ainda que seja a MIUI 13 baseada no Android 11.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.