Apple Watch Xiaomi Mi Band 3
Teremos descoberto novas capacidades para esta pulseira eletrónica?

Esta que é a mais recente pulseira eletrónica da fabricante chinesa Xiaomi, a Xiaomi Mi Band 3 é agora um curioso caso de estudo. Em causa estão as suas supostas novas capacidades de avaliar o ritmo cardíaco de um simples rolo de papel.

Pois bem que pulseira iluminada é esta que torna o inanimado em animado? Infelizmente tudo não passa de uma falha na fiabilidade deste sistema de monitorização do ritmo cardíaco. Algo que foi posto à prova e que nos mostrou as falhas neste sistema.

Vê ainda: OnePlus 6T trará novidades na OxygenOS baseada no Android Pie

Em primeiro lugar a Xiaomi Mi Band 3 está a ser denunciada por alguns utilizadores que dão conta de leituras erradas. Por conseguinte, para já devemos assumir que são apenas algumas unidades. Algumas pulseiras a apresentar este defeito na leitura tendo em conta os relatos.

Todavia, o facto de algumas unidades estarem a reconhecer um ritmo cardíaco em rolos de papel higiénico não está a ajudar a Xiaomi. No que à fiabilidade do produto diz respeito, sobretudo quando as provas podem ser vistas em vídeo, fica difícil contra-arguir.

A Xiaomi Mi Band 3 está a dar que falar…

Tendo sido lançada em maio de 2018, a Xiaomi Mi Band 3 chegou para substituir um dos produtos mais populares da marca. Isto é, a Mi Band 2. Na altura acreditávamos que a nova geração de sensores seria ainda mais fiável, algo que já era apontado durante o “reino” da geração anterior. Todavia, este argumento vai agora por água abaixo, perdendo-se grande parte da credibilidade na Xiaomi Mi Band 3. O vídeo não deixa margem para dúvidas apesar de nem todas as unidades apresentarem este defeito.

Xiaomi Mi Band 3 pulseira
A mais recente pulseira electrónica da marca está agora envolta em controvérsia.

Em primeiro lugar, importa frisar que a leitura do ritmo cardíaco é feita mediante um sensor equipado com um LED na traseira. Por sua vez este ilumina os capilares sanguíneos presentes no pulso do utilizador. Em seguida a pulseira é assim capaz de medir a frequência de circulação do sangue.

Todavia, foi a equipa do site Gizmochina que expos em primeiro lugar esta situação, tendo replicado e publicado vários dos testes. Em suma, podemos ver o seu vídeo mais abaixo no qual a pulseira é posta à prova e no qual conseguem mostrar o defeito.

Em suma, podemos ver a Xiaomi Mi Band 3 a apresentar uma leitura dos batimentos cardíacos. Até mesmo em rolos de papel bem como lenços de seda. Em seguida a equipa do site testou a mesma pulseira num rolo de papel higiénico, repetindo-se o cenário.

Editores 4gnews recomendam:

Huawei Mate 20 Pro: Um Android que já não levanta dúvidas

iOS13: Vídeo revela o sonho de qualquer utilizador iPhone e iPad

Google Pixel Slate será o próximo concorrente ao iPad Pro

Fonte 1, Fonte 2 | via 1, via 2, via 3

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).