Android. Xiaomi Mi 7 chegará com a monocelha do iPhone X e Face ID

Rui Bacelar
Xiaomi Mi 7 Face ID Apple iPhone X monocelha
O próximo topo de gama da fabricante Android terá um dos característicos traços do iPhone X.

2018 ficará para a história como o ano da monocelha ou "notch" do Apple iPhone X. O pequeno recorte no topo do seu ecrã alberga todos os sensores necessários para o mecanismo de autenticação conhecido como Face ID. Agora, o Xiaomi Mi 7 deverá seguir o seu exemplo, equipando o dispositivo Android com uma monocelha e até mesmo um Face ID (ou algo semelhante).

Todas as informações em seguida avanças foram publicadas em primeiro lugar pelo portal XDA Developers. Baseia-se no análise do firmware (software de sistema) para o suposto topo de gama Android. Mas há mais, muito mais...a análise de todas as linhas de código dos ficheiros de sistema dá-nos várias pistas sobre o futuro topo de gama. Desde a sua monocelha ao Face ID, eis o que esperar.

Vê ainda: Samsung Galaxy S9. Apps já disponíveis para os Galaxy S8, S7 e Note 8

Já no mês passado a XDA Developers tinha estudado alguns ficheiros de firmware para o suposto Xiaomi Mi 7. Na altura já tinham avançado que este smartphone chegaria com uma bateria de maior capacidade. Chegariam também à conclusão de que teríamos aqui a possibilidade de carregar o smartphone sem-fios. Agora, descobriram todo um novo rol de novidades.

O Xiaomi Mi 7 chegará com um ecrã com monocelha, emissor de infra-vermelhos (possivelmente um sensor frontal para mediar o Face ID). Avançam também um novo mecanismo de reconhecimento facial 3D, este sim, partirá da mesma premissa que o Face ID da Apple. Note-se "Face ID" é o nome atribuído pela gigante de Cupertino à sua tecnologia de autenticação do utilizador mediante o reconhecimento facial.

Xiaomi Mi 7 terá a monocelha do Apple iPhone X

Por esta altura já saberão que o Xiaomi Mi 7 não será o primeiro topo de gama da empresa para 2018. Esse título pertencerá ao Xiaomi Mi MIX 2S que chegará já no dia 27 de março no próximo evento de apresentação da marca. Posto isto, a marca terá aproveitado este tempo extra de desenvolvimento para dotar o seu próximo Mi 7 de novas tecnologias. Temos também novas tendências como o reafirmar da monocelha que agora é confirmada no próprio software de sistema (firmware) para o smartphone Android. Em seguida vamos analisar e expor as conclusões da XDA Developers.

Recorte na parte superior do ecrã, também conhecido como "monocelha"

Xiaomi Mi 7 Face ID Android Samsung Galaxy S9 Huawei ASUS Xiaomi Redmi Note 5 Pro Apple iPhone X Huawei Xiaomi Samsung
As câmaras verticais do dispositivo de Cupertino ©cnet

Em primeiro lugar, no iPhone X a monocelha tem uma função valiosa. Alberga todos os sensores necessários à TrueDepth Camera. Esta, por sua vez, medeia o mecanismo de desbloqueio com recurso ao reconhecimento facial do utilizador, o Face ID. Mais ainda, este Face ID efetua um mapeamento 3D do rosto do utilizador. Para tal utiliza um emissor de infra-vermelhos.

Em seguida vai analisar os dados recolhidos pela câmara, com cerca de 300 pontos de verificação, comparando-os com os dados de um rosto autenticado. Se o iPhone X reconhecer um elevado grau de concordância desbloqueará o smartphone. Caso tal não suceda, o iPhone X permanecerá bloqueado.

É uma tecnologia que parte da mesma premissa do Face Unlock do OnePlus 5T, ou reconhecimento facial. Todavia, é exponencialmente mais segura. Note-se que o Face Unlock desbloqueia com uma simples fotografia do utilizador, o Face ID não. Daí se referir a importância do reconhecimento facial 3D.

Voltando ao nosso topo de gama Android em análise. O Xiaomi Mi 7 revelou a presença de uma notch nos seus ficheiros de sistema. Isto sob a forma de várias aplicações de sistema com claras referências à monocelha ou notch do iPhone X. Temos uma adaptação para a monocelha ou notch presente nas aplicações MIUI Camera (câmara), MIUI System (sistema) UI e até mesmo nas MIUI Settings (definições).

Face ID também estará presente neste topo de gama Android

Temos ainda alterações para a barra de notificações. Para o ícone das horas e da bateria. Tudo isto para que as informações se adaptem ao ecrã com o formato 19:9, especialmente longo para acomodar a monocelha tão característica no iPhone X. A partir deste momento está assim confirmada a sua presença no topo de gama Android.

Face ID (equivalente) ao iPhone X estará presente no Xiaomi Mi 7

Xiaomi Mi 7 Face ID Apple iPhone X Android Face ID
Apple pode generalizar este tecnologia mas será que as demais construtoras farão o mesmo, e da melhor forma?

Presente nos ficheiros de sistema deste topo de gama Android está também a aplicação MIUI Keyguard. Trata-se de uma aplicação de sistema, associada com o ecrã de bloqueio para o suposto Xiaomi Mi 7. Dentro desta aplicação MIUI Keyguard temos a referência a um novo método de desbloqueio, o openIRCamera. Aqui o "IR" deverá significar Infra-RED (infra-vermelhos). Algo que é utilizado e torna possível o Face iD com reconhecimento facial 3D.

Ora, isto leva-nos a acreditar que o Xiaomi Mi 7, tal como o iPhone X da Apple terá um Face ID, um reconhecimento facial seguro. Para já, como todas estas informações, é apenas uma hipótese que carece de informação. Todavia, é uma hipótese na qual deposito a minha confiança.

Android Oreo com a MIUI 9 no Xiaomi Mi 7

A partir do firmware (software de sistema) ficamos também a saber que o Xiaomi Mi 7 terá uma grande bateria de 3,400mAh. Os rumores anteriores avançavam uma capacidade de 3,170mAh para este smartphone. O seu processador também já não guarda segredos e sabemos que será o Snapdragon 845 da Qualcomm.

O Xiaomi Mi 7 chegará entre maio e junho de 2018. O seu preço permanece uma incógnita.

Assuntos relevantes na 4gnews:

OxygenOS, a UI da OnePlus como alternativa ao Android puro da Google

Huawei P20 Lite é agora completamente revelado em vídeo Hands-On

Xiaomi Mi 7 revela as características na plataforma Geekbench

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.