Xiaomi foi ultrapassada pela Apple e nenhuma das duas consegue destronar a Samsung do primeiro lugar

Mónica Marques
Comentar

Recentemente, a Xiaomi divulgou os seus dados sobre o terceiro trimestre de 2021 e assumiu uma ligeira queda no mercado de smartphones.

Na verdade, a marca chinesa foi ultrapassada pela Apple devido à forte procura pelo iPhone 13, mas ainda assim a Samsung mantém a liderança do pódio.

Samsung mantém primeiro lugar com 69,4 milhões de smartphones vendidos a nível global

Na apresentação de resultados do terceiro trimestre de 2021, o presidente da Xiaomi, Wang Xiang, assumiu a ligeira queda da marca chinesa no mercado de smartphones. Os dados da empresa coincidem com o relatório já anteriormente apresentado pela agência de análise de mercado Canalys.

Esse mesmo relatório dava conta de que a Xiaomi tinha uma quota de 13,5% no mercado global de smartphones, com 43,9 milhões de unidades vendidas, no referido período. Apesar de manter o terceiro lugar no pódio de mais vendidos a nível global, a marca chinesa registou uma ligeira descida, uma vez que no trimestre anterior detinha 16,7% do mercado global.

Por sua vez, a Apple garantiu a segunda posição, registando 15% de quota de mercado global, no terceiro trimestre deste ano. Mas a Samsung continua imbatível no primeiro lugar. A gigante sul-coreana obteve uma participação de 21% do mercado global de smartphones, conseguindo vender 69,4 milhões de unidades em todo o mundo, período referido.

A explicar esta ligeira queda da Xiaomi está a forte procura pelo iPhone 13 no período em análise e a crise global de chips, segundo o presidente da marca chinesa. Wang Xiang acredita que a escassez de componentes terá afetado as vendas da Xiaomi no valor de 10 a 20 milhões de unidades.

Segmento premium de smartphones Xiaomi regista subida

Mas nem tudo são más notícias, de acordo com o mesmo responsável o segmento premium de smartphones Xiaomi registou uma subida. Tudo graças à venda de 18 milhões de smartphones topo de gama, nos três primeiros trimestres de 2021, o que representa 12,8% das remessas totais da Xiaomi.

Se juntarmos a esta informação, o facto de a série Redmi Note 11 ter batido recordes de venda logo nos primeiros dias com 1 milhão de unidades vendidas na China, é provável que a Xiaomi se aproxime (ainda) mais do segundo lugar. Por outro lado, estes dados refletem também que a aposta da empresa no segmento premium de smartphones dá resultados.

Flagship Xiaomi 12 com sistema duplo de colunas estéreo

E por falar em smartphones premium, o próximo flagship Xiaomi 12 foi alvo de mais uma fuga de informação. O conhecido leaker Digital Chat Station acaba de revelar que o topo de gama da marca chinesa vai ter laterais curvas de ambos os lados que apontam para um design de colunas estréreo simétrico. Por outras palavras, o Xiaomi 12 poderá estar equipado com um sistema duplo de colunas estéreo.

Recorde-se que a série Mi 11 já integrava um sistema duplo de colunas, ainda que este estivesse num design assimétrico. E, parece que a Xiaomi se prepara para manter uma especificação que teve a sua quota de sucesso.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi apresenta smartphone surpresa, mas que é mais do mesmo
  • Apple vai ser cada vez mais Apple com modems 5G proprietários em 2023
  • Xiaomi TV Q1E 55” chega a Portugal: nova Smart TV com Android TV
Mónica Marques
Mónica Marques
Como jornalista de tecnologia assistiu à chegada do 3G e outros eventos igualmente inovadores no mundo hi-tech ao longo de mais de 20 anos de carreira.