Xiaomi: este será o maior trunfo dos smartphones Redmi K60

Rui Bacelar
Comentar

A Xiaomi prepara-se para colocar no mercado uma nova geração de smartphones qualidade / preço na forma dos Redmi K60. O lançamento terá lugar primeiramente na China, com gradual distribuição para as demais regiões e principais mercados globais ao longo de 2023.

Importa frisar, desde já, que os Redmi K60 chegarão à Europa com um novo nome, muito provavelmente através da gama Xiaomi Redmi Note 12. Para além disso, alguns destes modelos assumirão novas identidades através da POCO e respetiva linha de smartphones Android.

Xiaomi prepara-se para apresentar a nova gama de smartphones Redmi K60

Xiaomi Redmi K60

Porém, o ponto a reter é o facto de pelo menos um dos modelos da gama Redmi K60 trazer um atributo inédito para esta gama de preços / segmento de gama média.

Mais concretamente, o carregamento rápido, via USB-C até 120 W de potência para uma carga completa em cerca de 15 minutos.

A confirmação pode agora ser dada graças à verificação de um smartphone Xiaomi com o número de modelo 22122RK93C, já certificado pela agência chinesa 3C.

Xiaomi Redmi K60

O melhor de tudo? Este terminal, que se acredita ser a versão base dos Redmi K60, traz carregamento a 67 W, já confirmado na supracitada agência de regulação de mercado da China.

Em simultâneo, temos também um segundo modelo, o 22101320C, que se acredita ser a base do POCO X5 5G também verificado pela agência 3C.

Por fim, temos um terceiro modelo de smartphone Xiaomi com o número de modelo 22127RK46C também asseverado pela mesma entidade responsável pela regulação do mercado de dispositivos móveis na China.

Carregamento extra rápido para os smartphones de gama média em 2023

A nossa atenção repousará sobretudo no último modelo referido, o 22127RK46C que se acredita ser o modelo topo de gama para os próximos Redmi K60.

É este o telemóvel que deverá integrar o processador de gama média / alta mais recente da MediaTek, o Dimensity 8200, um dos melhores chips custo / benefício no mercado.

Em simultâneo, espera-se que o smartphone apresente um ecrã AMOLED com alta taxa de atualização da imagem até 120 Hz, resolução Full-HD+ e a perfuração ao centro, para a câmara frontal.

Xiaomi Redmi K60 Pro

Há também a indicação, não confirmada, de uma bateria com 5 500 mAh de capacidade, um incremento face ao padrão de 5 000 mAh presente na maioria dos smartphones Android.

Por fim, no Redmi K60 Pro contamos também com carregamento sem-fios até 30 W, o que seria mais uma vez uma estreia em smartphones de gama média. Note-se que até ao momento o carregamento wireless é um trunfo (propositadamente) guardado apenas para os flagships a chegar ao mercado.

Para além disso, no modelo base da gama Redmi K60 contamos com carregamento a 67 W, a mesma potência dos atuais Xiaomi 12, já superados pela gama Xiaomi 12T com 120 W.

Gama de smartphones pode redefinir o patamar de qualidade para a gama média

A Xiaomi deverá também empregar o ex processador topo de gama da Qualcomm, o Snapdragon 8+ Gen 1 numa das variantes dos Redmi K60, possivelmente no modelo a ser lançado pela POCO, ou seja, o POCO X5 5G. De momento, contudo, não temos certezas face ao caráter dúbio de algumas fugas de informação.

Não obstante, a gama Redmi K60 pode redefinir novamente o padrão de qualidade a esperar de um smartphone de gama média. Porém, esperemos que a sua chegada eventual à Europa não redefina, também, o preço de um telemóvel de gama média em 2023.

Redmi K60 5G Specifications Leaked; To Compete Against OnePlus Ace 2, Realme GT Neo 5.The Leaked Details Reveal that Xiaomi Could Use a Snapdragon 8+ Gen 1 SoC in the K60 5G.#Xiaomi #Redmi #RedmiK60 pic.twitter.com/9UH7qYmoPD

— Tech Master (@Tech_Master18) 18 de novembro de 2022

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com a atualidade tecnológica na 4gnews. Email: ruibacelar@4gnews.pt