Xiaomi é acusada de deixar estes smartphones mais lentos

Bruno Coelho
Comentar

A Xiaomi tem estado envolta em algumas polémicas pouco benéficas para a reputação da marca. A mais recente prende-se com o facto de alguns utilizadores acusarem a Xiaomi de estar a deixar certos smartphones mais lentos de forma deliberada.

Xiaomi 10T é um dos smartphones afetados por limitação de RAM

Nos fóruns chineses da Xiaomi, um utilizador do Xiaomi Mi 10T notou algo bastante estranho. Embora o seu smartphone tenha RAM LPDDR5, os resultados de um teste benchmark dão-lhe velocidades de RAM LPDDR4.

De acordo com as descobertas dos especialistas da Xiaomiui, este problema de RAM não é apenas do Xiaomi 10T. É um problema presente em todos smartphones com processador Snapdragon 865.

Os resultados de RAM mostram velocidades de 1,5 Gbps. No entanto, estas deviam ser em torno de 4 Gbps. Isto significa que os utilizadores estão a perder 2,5 Gbps de maneira efetivamente inexplicável.

Redmi K20 (Xiaomi Mi 9T) também será um dos afetados

Após esta publicação, foram vários os utilizadores a queixar-se do mesmo problema. Um utilizador do Redmi K20 (Xiaomi Mi 9T globalmente) queixa-se de ter resultados de 2,9 Gbps. O que mostra que Xiaomi Mi 10T tem resultados inferiores a um Mi 9T com RAM LPDDR4X.

xiaomi 9T é
RAM estará a ser limitada via kernel

Segundo este utilizador a RAM estará a ser limitada via kernel. Normalmente o valor da RAM deveria ser DDR13, mas é limitado a DDR11 pela Xiaomi. Agora será interessante perceber se mais utilizadores se vão dar conta do mesmo problema nos seus smartphones.

Caso se venha a provar que se trata de um problema geral, a Xiaomi terá de fazer algo para solucionar esta limitação que parece ser feita de forma deliberada pela marca.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Colabora com a 4gnews desde 2017, e faz parte da redação desde 2019. Come especificações ao pequeno-almoço. brunocoelho@4gnews.pt