Xiaomi confirma 4 caraterísticas invejáveis para os Redmi Note 11

Rui Bacelar
Comentar

A Xiaomi prepara-se para apresentar uma nova gama de smartphones baratos e bons no dia 28 de outubro - a geração Xiaomi Redmi Note 11. Esta nova geração será composta, pelo menos, pelos modelos Redmi Note 11, bem como o Redmi Note 11 Pro.

Entretanto, temos assistido à gradual confirmação das suas principais caraterísticas técnicas. Com efeito, após a última confirmação, pela mão do próprio Lei Jun, CEO da Xiaomi, temos agora quatro novas confirmações oficiais para estes smartphones Android.

A gama de smartphones Xiaomi Redmi Note 11 chega a 28 de outubro

Xiaomi Redmi Note 11
Cartaz publicitário divulgado pela própria marca na rede social Weibo.

Em primeiro lugar ficamos a saber que a nova geração de smartphones custo benefício usará a motores lineares de vibração. Isto pode parecer inócuo, mas mudará radicalmente a sensação de utilização dos smartphones, aproximando-os dos topos de gama.

Mais concretamente, ao usar este tipo de motores (X-axis) para melhorar o feedback vibratório do telefone passamos a ter a mesma sensação de uso que habitualmente encontramos em smartphones mais caros. Para alguns utilizadores a diferença será importante.

Aliás, de acordo com o executivo Lu Weibing da Redmi, esta tipologia de motores comporta as seguintes vantagens:

  • Forte resposta vibratória ao escrever. Teremos uma sensação similar a um teclado mecânico ao escrever no telefone.
  • A resposta é mais rápida, virtualmente sem atrasos entre o toque no ecrã, registo do mesmo e sensação vibratória.
  • Maior versatilidade do feedback vibratório, podendo entregar uma vibração suave, ou intensa e abrangente.
Xiaomi Redmi Note 11
Cartaz publicitário divulgado pela própria marca na rede social Weibo.

Em segundo lugar foi revelada a presença da conexão NFC na gama de smartphones Redmi Note 11. Segundo o executivo da fabricante chinesa teremos o NFC multi-funções que, pelo menos na China, será usado para mediar pagamentos contactless.

Assim que esta gama de smartphones chegue também à Europa, bem como a Portugal, teremos que averiguar a possibilidade de fazer pagamentos por aproximação. De qualquer modo, ficamos a saber que ambos modelos terão esta conexão útil.

Note-se ainda que a conexão NFC pode também ser usada para emparelhar automaticamente com dispositivos wireless como, por exemplo, altifalantes ou colunas Bluetooth.

Xiaomi Redmi Note 11
Cartaz publicitário divulgado pela própria marca na rede social Weibo.

Em terceiro lugar, Lu Weibing confirmou a presença da mais recente tecnologia Bluetooth nos telemóveis Redmi Note 11. A saber, teremos o padrão Bluetooth 5.2 para poderem ter sempre esta conexão ligada sem se preocuparem com o gasto de bateria.

O executivo aponta ainda o dedo às demais fabricantes, acusando-as de ignorarem estes atributos valiosos nos seus smartphones, indo depois assegurar os utilizadores Xiaomi da atenção aos pormenores nos seus telefones numa recente publicação na Weibo.

Assim sendo, com os Redmi Note 11 poderemos manter (sempre) o Bluetooth ativo, usando este padrão uma conexão de baixo consumo energético, baixa latência e grande alcance.

Xiaomi Redmi Note 11
Cartaz publicitário divulgado pela própria marca na rede social Weibo.

Em seguida ficamos também a saber que os novos telemóveis baratos da Xiaomi terão conetividade Wi-Fi com o padrão Wi-Fi 6. Isto significa que as velocidades de conexão podem chegar aos 1,7 GB/s para maior expediência nos downloads, por exemplo.

Para os utilizadores isto significa que o telefone será mais rápido a receber dados via Wi-Fi (download), bem como em cenários de upload. Sendo um dos padrões mais atuais para a ligação de rede sem fios é uma excelente confirmação para estes smartphones.

Bluetooth 5.2, Wi-fi 6, NFC e mais caraterísticas dos Redmi Note 11

Xiaomi Redmi Note 11

São atributos que acrescentam bastante valores a estes smartphones que se esperam baratos, ou pelo menos acessíveis. A gama de telefones terá ainda um display feito pela Samsung, provavelmente ecrãs AMOLED para ambos os Redmi.

A confirmação deste tipo de ecrãs proveio também de Weibing ao afirmar que quem preferisse um ecrã LCD podia optar pelos Redmi Note 10 Pro.

Em síntese, teremos ecrãs AMOLED em ambos os Xiaomi Redmi Note 11, feitos pela Samsung, com taxa de atualização até 120 Hz e taxa de registo do toque de 360 Hz. Espera-se que o ecrã seja um dos pontos em que ambos os telefones se destaquem efetivamente sobre a concorrência.

Assim sendo, resta-nos agora aguardar pela apresentação oficial dos smartphones no próximo dia 28 de outubro. Entretanto, contamos com mais confirmações a emanar desta fonte oficial.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.