WhatsApp traz finalmente uma funcionalidade muito aguardada aos utilizadores

Bruno Coelho
Comentar

O WhatsApp é o serviço de mensagens diretas mais usado em todo o mundo. Mas ao contrário de muitos dos seus concorrentes, não apresenta a possibilidade de reagir a mensagens de forma imediata.

Isto significa que quando queres reagir a uma mensagen no WhatsApp com um simples emoji, é preciso dar uma resposta separada, ou então escrever efetivamente uma resposta mais longa em tudo. Mas esses dias estão a acabar.

Reação a mensagens chega finalmente aos primeiros utilizadores no WhatsApp

WhatsApp is rolling out message reactions!After enabling reaction notifications, WhatsApp is finally releasing message reactions to certain beta testers on WhatsApp beta for Android! Are you lucky?https://t.co/aY3xbetmMr

— WABetaInfo (@WABetaInfo) 21 de março de 2022

A mais recente descoberta dos especialistas do WABetaInfo revela que a funcionalidade de reagir diretamente a uma mensagem está finalmente disponível na versão de testes (Beta) do WhatsApp para Android.

Esta é a versão 2.22.8.3, e deves ter em conta que por enquanto está apenas disponível para um número reduzido de utilizadores desta. O WhatsApp estará a trabalhar nesta funcionalidade há vários meses, por isso será uma questão de tempo até que fique disponível para todos.

whatsapp

Esta é uma novidade que funciona da mesma forma que vemos em alguns dos seus concorrentes, como o Signal ou o próprio Messenger. Ao dar um toque mais acentuado na mensagem, aparecem alguns dos emojis tipicamente mais usados, como o de concordância, coração, riso ou espanto.

Este é a apenas o início de uma nova era para quem usa o WhatsApp diariamente, e que vai finalmente ter acesso a uma funcionalidade tão básica e útil como esta. Resta-nos aguardar para que fique disponível para todos os utilizadores.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.