TikTok está a banir Deepfakes para "proteger" os seus utilizadores

António Guimarães
Comentar

No meio do caos do conflito com os Estados Unidos, o TikTok está a implementar medidas para proteger os seus utilizadores de conteúdos nocivos, como as Deepfakes. A plataforma vai banir por completo qualquer conteúdo que contenha essa tecnologia de inteligência artificial.

As Deepfakes são imagens falsas que podem ser criadas para enganar milhares de pessoas. A maioria são utilizadas para brincadeiras ou filtros mas existe um potencial perigoso nas Deepfakes. Um dos melhores exemplos disso é este vídeo do actor Jordan Peele a imitar a voz do Obama, com uma Deepfake do mesmo por cima.

Desta forma, todo o conteúdo de áudio ou vídeo manipulado por inteligência artificial passará a ser banido na app. O Tiktok disponibiliza músicas e filtros de vídeo mas não disponibiliza alterações faciais como o Facebook, Instagram ou Snapchat.

Assim sendo, utilizadores que carreguem vídeos com conteúdo Deepfake terão o seu vídeo banido da aplicação. De acordo com a gestora de operações do TikTok nos Estados Unidos, o intuito é proteger os utilizadores de conteúdo falso ou manipulador, principalmente no contexto das eleições vindouras.

TikTok está em sarilhos com os Estados Unidos

Donald Trump emitiu uma ordem que obriga o TikTok a fechar negócio com a Microsoft em 45 dias. Caso contrário, a aplicação irá mesmo ser banida dos Estados Unidos. Ainda assim, há suspeitas que a app será banida na mesma. Este é o segundo conflito tecnológico que o governo americano sob Trump tem com a China, o primeiro sendo a Huawei.

Editores 4gnews recomendam:

António Guimarães
António Guimarães
Juntamente com os seus atuais companheiros Mi A2 e Surface Go, batalha para elucidar as massas sobre todos os acontecimentos da esfera tecnológica. "Informação é poder" é a frase que o acompanha diariamente. Talvez um dia a coloque numa t-shirt.