Testes com o HarmonyOS 2.0 iniciam nestes 8 smartphones e 3 tablets

Paulo Montenegro
Comentar

O HarmonyOS 2.0, alternativa da Huawei para o Android, continua a ser testado em vários dispositivos até que a empresa o julgue adequado para o utilizador e libere a versão estável.

Dando continuidade ao desenvolvimento, a marca chinesa iniciou a distribuição do primeiro Beta publico em 11 dispositivos que incluem oito smartphones e três tablets.

Testes foram iniciados apenas no mercado chinês

Por enquanto, os dispositivos elegíveis a participar do teste são aqueles vendidos no mercado chinês, onde a fabricante acabou de disponibilizar um update para:

  • Huawei P30
  • Huawei P30 Pro
  • Huawei Mate 20 X 5G
  • Huawei Mate X
  • Huawei Nova 5 Pro
  • Huawei Nova 5
  • Huawei Nova 5i Pro
  • Huawei Nova 5z
  • Huawei MediaPad M6 8.6-inch
  • Huawei MediaPad M6 10.8-inch
  • Huawei MediaPad M6 Turbo Edition

Dados do utilizador não serão apagados

Segundo o Huawei Central, o primeiro Beta do HarmonyOS 2.0 vai permitir que utilizadores atualizem os seus dispositivos sem a necessidade de apagar os dados do utilizador, mas, mesmo assim, a Huawei recomenda que um backup seja realizado.

A página também menciona que, de início, o sistema operativo pode não ser compatível com todas as aplicações, por isso, utilizadores devem aceder à AppGallery e atualizar todas as apps antes instalar o update.

A instalação requer pelo menos 10 GB de espaço livre e, uma vez instalados, os pacotes serão apagados automaticamente, devolvendo ao utilizador o espaço anteriormente ocupado.

Sem previsão para testes no mercado global

Os testes com o HarmonyOS 2.0 Beta na China devem servir de base também para o desenvolvimento da versão global do sistema operativo, que ainda não tem data de lançamento definida. Até o momento, testes em outros mercados não foram iniciados.

Ainda não sabemos se as versões finais do sistema serão lançadas na China e globalmente de forma simultânea, mas esse tipo de informação deve acabar caindo na Internet nas próximas semanas.

Editores 4gnews recomendam: