Tesla Model 3 'varre' 11 cones em zona de obras e condutor culpa o AutoPilot! (vídeo)

Vitor Urbano
Comentar

Já chegámos a um ponto que, notícias sobre a incompetência de condutores de carros da Tesla deixaram de ser surpresa. O mais recente incidente ocorreu nos Estados Unidos, onde um Tesla Model 3 'varreu' 11 cones em zona de obras.

Curiosamente, o condutor do carro elétrico decidiu publicar o vídeo do acontecimento no YouTube, colocando 100% da culpa no sistema AutoPilot da Tesla, assim como no sistema de travagem de emergência automático.

Pela milésima vez... AutoPilot não é sinónimo de condução autónoma!

Já foi realçado dezenas de vezes pela Tesla e o próprio Elon Musk que, o sistema AutoPilot não é destinado a ser utilizado como uma ferramenta de condução autónoma.

Os condutores devem manter-se atentos permanentemente, para o caso de ser necessário retomar o controlo do carro mais curto espaço de tempo possível. No entanto, com o grande número de incidentes causados pela má utilização desta funcionalidade, os condutores de carros da Tesla ainda não perceberam bem como funciona o AutoPilot.

Neste caso específico, o condutor culpa não só o AutoPilot pelo embate nos cones, mas também o sistema de travagem de emergência automático por ter permitido que o carro abalroasse 11 cones.

Uma oportunidade de melhor o AutoPilot e tentar educar os condutores de carros Tesla

Ainda que este acontecimento possa ser utilizado pela Tesla pra tentar melhorar o AutoPilot e respetivo sistema de travagem, em nada deverão ser culpabilizados.

Parece mais do que óbvio que, o condutor estava totalmente distraído do que se passava à sua volta. Em primeiro lugar, ao visualizar os avisos do corte da faixa onde circulava, deveria ter tomado controlo do carro imediatamente.

Além disso, após o embate no primeiro cone, ficou apenas sentado a ver o carro bater nos restantes? Qualquer condutor 'normal' iria acionar o sistema de travagem e desviar-se dos restantes cones.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.