Xiaomi mi Note Pro

A marca #chinaaopoder Xiaomi não teve medo de entrar “de pés juntos” à concorrência neste ano de 2015. Estes Xiaomi Mi Note e Mi Note pro, são exatamente isso, uma rasteira sem dó nem piedade numa concorrência que insiste em sobrevalorizar os seus terminais.

A Samsung e a Apple que puxaram os seus smartphones para uma fasquia de 700 Euros, deram uma maior liberdade à Xiaomi para também aumentar um pouco no preço, ficando bem mais barato que esses flagships, mas mesmo assim, oferecer um hardware de meter inveja.

   

O Xiaomi Mi Note Pro é acompanhado pelo mais recente processador da Qualcomm o Snapdragon 810, que ao que tudo indica parece continuar com anomalias de sobreaquecimento reportadas no lançamento do processador.

Certamente por isso, estes novos rumores vindos do Oriente apontam por uma Xiaomi que desistirá dos processadores Qualcomm para o seu “monstro” Mi Note Pro. Aparentemente o sucessor do terminal contará com o processador Deca-Core da MediaTek Helio X20, que foi anunciado na semana passada.

Não é de admirar, segundo informações complementares, aquele chip será destinado a equipamentos de gama média/alta, por isso certamente teremos um valor mais em conta que a Norte-Americana Qualcomm.

Ainda é, obviamente muito cedo para falar deste sucessor, mas a verdade é que depois deste desaire, é mais um motivo para a Xiaomi ponderar em fabricar os seus próprios processadores como se falou nesta semana.

Estaremos atentos ao desenvolvimento deste artigo por isso marca a 4GNews como favorito, porque aqui a informação não pára.

Talvez queiras ver:

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho.
Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.