Spotify quer ouvir-te 24 horas por dia para te sugerir a música certa

Abílio Rodrigues
Comentar

O Spotify viu aprovada uma patente para que possa usar o teu discurso e ruído ao teu redor para determinar certos padrões e sugerir-te a música certa para o teu estado de espírito. A patente foi submetida em 2018 mas só agora recebeu aprovação por parte das entidades competentes.

Alguns dados recolhidos do documento em questão permitem perceber que o Spotify quer ter acesso ao tom, níveis de stress e ritmo da tua voz de forma a determinar o teu estado emocional e fazer-te sugestões em conformidade.

Spotify quer saber o teu estado emocional para te recomendar músicas

Esquema da Patente do Spotify
Esquema da Patente do Spotify

Através da sua tecnologia, a aplicação conseguirá também determinar o teu género, idade e sotaque, num esforço para otimizar as sugestões que oferece aos seus utilizadores.

A companhia pode até usar o reconhecimento de voz para perceber se estás sozinho ou acompanhado, tendo como base as gravações de áudio recolhidas.

Esta implementação pode permitir ao Spotify melhorar a forma como serve o utilizador, podendo até ajustar a publicidade que recebemos aos nossos interesses.

A intenção será tentar adivinhar a tua disposição através de algoritmos e machine learning, ajustando as recomendações à situação particular de um determinado momento.

Reconhecimento de voz pode ter alguns perigos

Uma das questões que aqui se levanta é a forma como o Spotify vai recolher estas informações. Decerto ninguém se importaria de ter acesso às melhores sugestões por parte de um serviço de subscrição de música, mas talvez ser escutado 24 horas por dia esteja longe de ser o cenário ideal.

Como sempre, uma patente é apenas um registo de intenções que não significa necessariamente que a tecnologia venha a ser usada.

A ambição de oferecer a melhor experiência áudio não pode ser atropelada por uma violação da privacidade dos utilizadores, mas certamente que terás de autorizar este tipo de funcionalidade.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.