Sony quer trazer jogos populares da PlayStation para os smartphones

Carlos Oliveira
Comentar

A Sony parece estar dedicada em colocar muitos dos seus jogos nas plataformas mais utilizadas da atualidade. Após anunciar o lançamento de alguns títulos PlayStation para o PC, agora é a vez dos smartphones terem o mesmo tratamento.

A novidade foi descoberta através de um anúncio de emprego colocado pela nipónica. Nele, a empresa procura alguém que assuma o comando desta estratégia de portabilidade de alguns jogos das suas consolas para plataformas mobile.

Depois do PC, a próxima aposta da Sony são os smartphones

Na descrição da posição é referido que a pessoa que assumir o cargo terá de criar um plano de negócios para os próximos três a cinco anos. Isto significa que este é um projeto de longa duração e não algo que a Sony queira fazer pontualmente.

Sony PlayStation

Ao que se sabe, a intenção da Sony é colocar alguns dos títulos mais populares para a PlayStation no mercado mobile. Todavia, ainda não temos indicação de quais serão os jogos a transitar para esta plataforma.

Até ao momento, a Sony já anunciou a transição de três títulos PlayStation para o PC. São eles Death Stranding, Horizon: Zero Dawn e ainda Days Gone.

Os dois primeiros títulos já se encontram disponíveis para os que têm o PC como plataforma de eleição para jogos. Já o jogo de sobrevivência Days Gone será lançado esta primavera.

Isto pode ser uma indicação do que a Sony poderá estar a planear para a entrada dos seus títulos nos smartphones. Contudo, devemos frisar que as mecânicas de jogo nos dispositivos móveis são bastante diferentes das utilizadas no PC e nas consolas.

A transição de alguns dos seus mais populares jogos para os smartphones poderá ser mais trabalhosa que a sua adaptação para o PC. Atualmente, não temos indicação de quando chegará o primeiro título, podendo ainda demorar bastante tempo a concretizar-se.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.