Os mais recentes e melhores telemóveis baratos provam que não é preciso gastar muito para ter funcionalidades e capacidades que até agora surgiam apenas modelos mais dispendiosos. Se procuras um novo smartphone mas tens um orçamento reduzido, atenta nesta nossa seleção e nos pontos que fazem a diferença em cada modelo.

Fazemos o trabalho por ti, tendo em conta essencialmente a componente preço – a maior parte dos smartphones seguintes tem um valor a rondar os 150 euros, entre algumas opções ainda mais baratas – quando “cruzada” com os seguintes (e importantes) aspetos:

  • Dimensão do ecrã
  • Versão do sistema operativo Android
  • Capacidade da bateria
  • Especificações de desempenho (CPU, RAM e memória interna)
  • Pontos que mais distinguem cada opção face à concorrência

Xiaomi Mi A2 Lite

  • Ecrã: 5,84 polegadas (2.280 x 1.080 px)
  • Câmara principal: Dual 12 + 5 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 625
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.1 (Oreo)
  • Preço: desde € 147

São três os mais fortes “argumentos” deste smartphone e que o tornam um modelo ímpar do ponto de vista da relação qualidade/preço: o ecrã de “infinito” de 5,84 polegadas com resolução de 2.280 x 1.080 px e a bateria de 4.000 mAh, algo que outros modelos nesta nossa seleção também apresentam.

Por outro lado, o outro destaque reside na câmara principal dual, acompanhada de outras características a ter em atenção. Entre elas está o sensor de impressões digitais na parte posterior do terminal e o suporte dual SIM, por exemplo.

Xiaomi Redmi 6A

  • Ecrã: 5,45 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: Cortex-A53
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.1 (Oreo)
  • Preço: desde € 99

Este é outro smartphone típico da Xiaomi na entrada de gama mais básica, passamos a expressão, pensado para quem deseja mesmo economizar o máximo possível aquando da compra de um novo telemóvel.

Entre os pontos mais fortes está o suporte dual SIM, o peso de 145 gramas e o sistema de reconhecimento de rosto para desbloqueio do smartphone através da câmara frontal de 5 MP.

Honor 7A

  • Ecrã: 5,7 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: Dual 13 + 2 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 430
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0 (Nougat)
  • Preço: desde € 149

A Honor é também conhecida pela relação desempenho/preço dos smartphones que disponibiliza, sendo que este modelo, com 150 gramas e dual SIM, é um bom exemplo do que existe na entrada de gama da marca.

Em destaque está a câmara principal dual de 13 + 2 MP com deteção de sorrisos, lente com abertura de f/2.2, HDR, modo Beleza e gravação de vídeos em Full HD a 30 fps.

Samsung Galaxy J6 (2017)

  • Ecrã: 5,6 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Cortex-A53
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.0 (Oreo)
  • Preço: desde € 161

É verdade que existe já uma versão de 2018 do J6 da Samsung, mas, como a tónica principal desta nossa seleção é o preço, acaba por ser o J6 2017 a assumir-se como boa opção entre os telemóveis mais baratos do momento.

Inevitavelmente, e tal como acontece com praticamente todos os terminais da Samsung nos últimos dois anos, é o ecrã baseado na tecnologia Super AMOLED que mais salta à vista. Neste caso tem 5,6 polegadas e ocupa cerca de 75% da superfície frontal do smartphone.

Nokia 2.1

  • Ecrã: 5,5 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: 8 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 425
  • Memória RAM: 1 GB
  • Armazenamento: 8 GB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.0 (Oreo)
  • Preço: desde € 129

A Nokia tornou-se este ano, como vários lançamentos recentes, uma marca “especialista” em terminais de entrada de gama. Basta olharmos para o portfólio da empresa e para os também bastante baratos Nokia 1 e Nokia 2, com preços em redor dos 100 euros.

Todos esses smartphones contam com suporte dual SIM e no caso deste Nokia 2.1 encontramos em destaque a bateria de 4.000 mAh, uma mais-valia sempre preciosa quando falamos de opções pouco dispendiosas.

Moto G5

  • Ecrã: 5 polegadas (1.920 x 1.080 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 430
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 2.800 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0 (Nougat)
  • Preço: desde € 152

As gamas Moto incluem terminais para todos os gostos, preços e tipos de utilização, desde os terminais mais virados para os jogos até aos de entrada de gama baratos. Apesar de pertencer a este lote, este Moto G5 tem um aspeto muito positivo neste patamar de preço: o ecrã de 5 polegadas apresenta uma resolução Full HD.

Wiko View2 Go

  • Ecrã: 5,93 polegadas (1.512 x 720 px)
  • Câmara principal: 12 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 430
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.0 (Oreo)
  • Preço: desde € 159

A Wiko tem smartphones bastante interessantes ao nível do preço, como sabemos, e os lançamentos mais recentes comprovam esse facto de forma ainda mais convincente adicionando aos modelos de entrada características que até há pouco tempo estavam apenas um “degrau” acima.

Exemplo disso é o ecrã de 5,93 polegadas com formato 19:9 deste View2 Go, um dos mais recentes terminais da marca. A lista de especificações inclui ainda vários outros pontos interessantes, com atenções viradas para a bateria de 4.000 mAh.

Alcatel 3V

  • Ecrã: 6 polegadas (2.160 x 1.080 px)
  • Câmara principal: Dual 12 + 2 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: Cortex-A53
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.0 (Oreo)
  • Preço: desde € 149

O 3V também é novidade na oferta da Alcatel, bem situado na entrada de gama e preço oficial abaixo dos 150 euros. O sensor de impressões digitais e o ecrã de 6 polegadas com resolução 2K são as características que mais surpreendem tendo em conta o preço.

E também o sistema dual da câmara principal de 12 + 2 MP que a marca garante ser capaz de gerar imagens de 16 MP, bem como o reconhecimento de rostos para desbloqueio do terminal.

BQ Aquaris C

  • Ecrã: 5,45 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 425
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.1 (Oreo)
  • Preço: desde € 159

Uma novidade bem “fresquinha” que nos chega recentemente da marca espanhola e que dá seguimento aos modelos de entrada de gama BQ. Além do peso de 150 gramas, há vantagens no carregador Qualcomm Quick Charge 3.0 que assiste o processo de carga rápida da bateria de 3.000 mAh.

Huawei Y7

  • Ecrã: 5,5 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: 12 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Cortex-A53
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0 (Nougat)
  • Preço: desde € 146

É a capacidade da bateria – 4.000 mAh – que mais salta à vista no Y7 2017 da Huawei, que ainda está à venda em muitas lojas da especialidade. De resto, estamos perante um terminal de entrada de gama que aposta na componente preço acima de tudo.

Se puderes gastar cerca de 20 ou 30 euros acima da fasquia dos 150 euros, espreita a versão de 2018 deste Huawei Y7, a ligeira evolução no conjunto geral de características compensa o investimento adicional.

LG K11

  • Ecrã: 5,3 polegadas (1.280 x 720 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: MediaTek MT6750
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.1.2 (Nougat)
  • Preço: desde € 139

Contrariamente aos topos de gama da linha V e G7 ThinQ, a LG tem neste K11, por exemplo, uma opção barata a considerar por parte de quem é fã assumido da marca. O lote de especificações está perfeitamente alinhado com o preço, com destaque para a gravação de vídeo Full HD na câmara principal de 13 MP, eventualmente.

Hisense H11 Lite

  • Ecrã: 5,99 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: MediaTek MT6737T
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 3.400 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0 (Nougat)
  • Preço: desde € 159

A Hisense é outra das marcas chinesas que aposta forte na relação qualidade/preço, até em modelos como o H12, com lançamento para breve. Este H11 Lite, por outro lado, aposta na bateria de 3.400 mAh e no ecrã cuja diagonal anda muito próximo das 6 polegadas. Integra sensor de impressões digitais, também.

Sony Xperia L1

  • Ecrã: 5,5 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 5 MP
  • Processador: MediaTek MT6737T
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB
  • Bateria: 2.620 mAh
  • Sistema operativo: Android 7.0 (Nougat)
  • Preço: desde € 159

Com o topo de gama XZ3 a assumir-se como a “bandeira” entre os topos de gama Xperia, continua a haver espaço no “cardápio” da Sony Mobile para ter modelos mais baratos. A sugestão que deixamos aos adeptos da marca que procuram gastar pouco é este L1 com ecrã HD de 5,5 polegadas.

Atenção ao suporte NFC e ao design típico da geração anterior da marca, com superfícies curvas e margens estreitas entre o ecrã e as arestas do terminal.

Honor 9 Lite

  • Ecrã: 5,65 polegadas (2.160 x 1.080 px)
  • Câmara principal: Dual 13 + 2 MP
  • Câmara frontal: Dual 13 + 2 MP
  • Processador: HiSilicon Kirin 659
  • Memória RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.0 (Oreo)
  • Preço: desde € 141

Mais um modelo da Honor, o 9 Lite, cuja baixa de preço permite enquadrá-lo perfeitamente nesta seleção de telemóveis baratos e que merecem ser tidos em conta. E há muitos atrativos neste modelo, a começar pelo sistema dual presente tanto na câmara principal como na câmara frontal (13 + 2 MP).

Destaque também para o reconhecimento de rostos, para o ecrã de 5,65 polegadas com resolução Full HD+ e para o processador Kirin 659 da marca.

Samsung Galaxy J4+

  • Ecrã: 6 polegadas (1.440 x 720 px)
  • Câmara principal: 13 MP
  • Câmara frontal: 8 MP
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 425
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 32 GB
  • Bateria: 3.300 mAh
  • Sistema operativo: Android 8.0 (Oreo)
  • Preço: desde € 159 euros

Uma das grandes novidades da Samsung na entrada de gama e interessante devido à integração de um ecrã de 6 polegadas com o formato 18,5:9 e resolução HD+. As funcionalidades mais importantes além do ecrã são, à primeira vista, a bateria de 3.300 mAh e o sistema de reconhecimento de rostos.

Considerações importantes para comprar um telemóvel barato

Existe uma vasta oferta de smartphones na entrada de gama, o que faz com que a escolha possa tornar-se mais complicada. O segredo está, contudo, na capacidade para encontrarmos os modelos que, ao mesmo tempo que mantém um preço baixo, incluem já algumas especificações e funcionalidades que até há bem pouco tempo eram habituais apenas em terminais das gamas média.

É certo que não encontramos nestes telemóveis as características premium que equipam os topos de gama, mas a tecnologia NFC, o sensor de impressões digitais e o ecrã “infinito” são bons exemplos das mais-valias que os smartphones mais baratos apresentam hoje.

Por fim, deixamos um pequeno “truque” que pode efetivamente melhorar o desempenho de um smartphone de entrada de gama, mais “modesto”: tenta ter o mínimo de apps e extras instalados e ativos no smartphone, pois estes elementos podem estar a ocupar memória interna sem necessidade ou a correr em segundo plano sem darmos por isso, o que origina um consumo de recursos desnecessário. Os artigos linkados imediatamente abaixo também podem ajudar.

Editores 4gnews recomendam:

Smartphones: Entende o que é um ‘Gama Baixa’, ‘Média’ e ‘Gama Alta’

Memória cheia no Android ou iPhone? Segue estes passos para resolver

Aprende 10 dicas para poupar bateria no teu smartphone Android e iPhone

Como melhorar o desempenho do teu smartphone Android em 5 minutos

Especialista em gadgets desportivos, a criar conteúdos desde 2003 e a tentar "absorver" cada vez mais conhecimento todos os dias! Nos tempos livres, o sol e a família têm de ser sempre companhias presentes, de preferência junto à água. E o lema é estar sempre em movimento, não fosse esta também uma forte tendência da indústria dos smartphones, dos gadgets e do mundo tecnológico em geral.