Smartphones Samsung desvalorizam até 50% em 6 meses, diz estudo

Rui Bacelar
Comentar

A Decluttr, empresa norte-americana dedicada à compra e venda de smartphones e dispositivos eletrónicos afirma que os smartphones Samsung de gama alta depreciam numa razão de 50% em apenas seis meses. Algo que afeta menos os Apple iPhone.

Ao comprar um novo smartphone, sobretudo se este for de gama alta, é difícil não gastar pelo menos 1000 euros em 2021. Por outras palavras, isto torna quase impensável trocar de smartphone high-end com grande frequência, seja por curiosidade, ou necessidade.

A depreciação dos smartphones Samsung no mercado de 2.ª mão

Samsung

Perante o aumento gradual do preço de venda ao público dos smartphones, a vida útil dos mesmos tem aumentado. Este é outro dos indicadores avançados pela Decluttr, facilmente compreensível tendo em conta o investimento avultado para comprar um flagship.

O estudo da empresa supracitada mostra quais são as marcas que - na realidade norte-americana - mais depressa desvalorizam. O indicador apresentado é o preço venda ao público recomendado para os smartphones de gama alta, face ao valor médio do produto no mercado de segunda mão.

Avaliando os smartphones da Apple, Samsung e Google, atribuem à fabricante sul-coreana o indesejado título com os produtos que mais rapidamente desvalorizam. De acordo com o seu estudo, num espaço de seis meses a queda chega a ser de 50%.

Os iPhone da Apple desvalorizam até 40% no 1.º mês

Decluttr

Relativamente à Apple, a desvalorização dos produtos também está presente, mas em menor escala. Ainda assim, a entidade aponta que durante o primeiro mês após o lançamento de um novo modelo de iPhone, os smartphones da Apple desvalorizam até 40%.

Após este primeiro mês o preço de venda em segunda mão mantém-se estável durante grande parte da vida útil do dispositivo móvel iOS. Aliás, isto leva a Decluttr a considerar a desvalorização dos produtos Apple após este período virtualmente nula.

Vale ainda ser dito que o estudo da empresa teve por base as unidades vendidas na sua plataforma de compra e venda, aplicando-se ao mercado dos Estados Unidos da América.

Aí também podemos ver alguns casos extremos com o Samsung Galaxy S10. O smartphone Samsung de topo desvalorizou até 57% em apenas meio ano, sendo o exemplo mais gravoso deste fenómeno que afeta todas as fabricantes e respetivos produtos.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.