Ao efetuar uma compra através dos links deste artigo, o 4gnews pode ganhar uma comissão. Conheça o nosso processo de seleção de produtos.

Smartphone Xiaomi mais vendido na Amazon está novamente com desconto

Bruno Coelho

A Xiaomi está constantemente entre as marcas de smartphones mais vendida na Amazon de Espanha, e não é à toa. Os seus equipamentos, principalmente na gama-média, apresentam uma qualidade-preço difícil de igualar.

Este é o caso do Xiaomi Redmi Note 8 2021, uma versão atualizada de um smartphone de sucesso. Este mantém-se como o equipamento mais vendido nesta plataforma online, e podes comprá-lo novamente com desconto.

O Xiaomi Redmi Note 8 2021 tem um preço recomendado de 179,99 €. Mas agora pode ser adquirido por apenas 159,62 €. Isto significa que tens um desconto de 20,37 €, por um terminal equilibrado pelo seu preço.

Sabe mais sobre preços e envios do Xiaomi Redmi Note 8 2021

redmi

A grande mudança deste smartphone é a introdução do processador MediaTek Helio G85. Este dá confiança no desempenho aos possíveis compradores, e vem acompanhado por 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno.

O terminal dispõe de um ecrã IPS LCD de 6,3” polegadas com resolução Full HD+. No seu interior encontramos uma competente bateria de 4000mAh, com carregamento rápido de 18W.

A câmara principal é de 48MP, sendo acompanhada por uma ultrawide de 8MP, e sensores macro e de profundidade de 2MP. A câmara frontal embutida na notch em forma de gota conta com 13MP.

É importante referir que o seu armazenamento é extensível via microSD, e tem porta para jack 3.5 mm e Bluetooth 5.2. Para os interessados, conta também com Rádio FM.

Comprar na Amazon é um processo simples, mas caso tenhas dúvidas consulta o nosso guia dedicado. Os portes são grátis para Portugal, e tens direito aos habituais dois anos de garantia na União Europeia.

Sabe mais sobre preços e envios do Xiaomi Redmi Note 8 2021

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.