Será esta a imagem real do OnePlus 8? Existe uma diferença considerável!

Filipe Alves
Comentar

A OnePlus é uma empresa que não descansa nos últimos anos. Com 4 smartphones topo de gama por ano e com lançamentos programados de 6 em 6 meses, não me admira se o OnePlus 8 já estivesse em fase de testes e escolha para fabrico.

Por isso é que estas novas imagens nos dão que pensar. Segundo as informações, este trata-se de um protótipo do OnePlus 8 ou OnePlus 8 Pro e existe uma diferença considerável para os antecessores.

Um buraco no ecrã para a câmara frontal

OnePlus 8 protótipo

O modelo Pro tem uma câmara frontal pop-up, contudo, o modelo "normal" conta com uma notch. Pois bem, este protótipo mostra-nos um pequeno recorte para duas câmaras no canto superior direito.

Pessoalmente não me parece que a OnePlus troque a câmara pop-up do modelo "Pro" para um buraco no ecrã. A marca gaba-se que tem um ecrã completo e não me parece que vá abdicar disso nesse modelo. Assim sendo, podemos presumir que se trata do modelo "normal" certo? Ou seja do OnePlus 8.

Será o OnePlus 8 com aquela traseira?

Porém, temos também que discutir aquela traseira. Isto porque se realmente este for o OnePlus 8 a traseira volta a fugir totalmente da ideologia do 7T.

OnePlus 8 protótipo

Lembro que o OnePlus 7T foi o primeiro a incorporar os módulos das câmaras dentro de um círculo. Presumimos então que essa venha a ser a linha do design dos futuros telemóveis.

Importante referir que o modelo "Pro" não trouxe essa ideologia. Ou seja, pode ter sido uma simples experiência e perceber até que ponto estas novas linhas são bem aceites.

Antes que presumas que aquele é um OnePlus 7T Pro pela sua traseira, observar que o alinhamento do flash e das câmaras traseiras são diferentes. Ou seja, aquele é um protótipo da OnePlus. Só não sabemos qual.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.