Satya Nadella admite que Microsoft está a trabalhar num OneCore Device

Pedro Henrique
Satya Nadella Microsoft Windows
Satya Nadella (à esquerda), atual CEO da Microsoft

Satya Nadella, CEO da Microsoft, não é o mais acarinhado pelos fãs do Windows ou da Xbox, sem dúvida. Contudo, o líder da empresa de Redmond continua ciente que a sua ideologia é a mais benéfica possível, para a Microsoft.

E não é isso que está em causa, de todo. Com efeito, Satya Nadella foi questionado, numa conferência recente, sobre o abandono do mercado dos smartphones por parte da empresa. Bem, tal como havia dito antes, a decisão não foi simples.

Vê ainda: Xiaomi Mi A1 – o portador do Android One está a receber novo update

Independentemente de tudo o resto, pôde finalmente fazer-se um check em algo que muitos sabiam desde 2010, isto é, que a gigante norte-americana havia perdido a corrida para o iOS da Apple e o Android da Google.

Satya Nadella está a fazer um bom trabalho, para toda a Microsoft...

Afinal, como o próprio disse, o mercado está repleto de boas alternativas e a impossibilidade encontrada a acordo com os programadores de aplicações/jogos para o Windows Phone foi, em grande parte, o ponto-chave para o insucesso da plataforma.

Porém, o mais inédito é que Satya não fechou a porta do setor mobile para a Microsoft. De facto, o mesmo disse que a empresa está a trabalhar num sistema único, adaptável a todo o tipo de dispositivos. Provavelmente, referia-se ao Andromeda OS.

E, por isso, disse também que não há um phone OS, mas que haverá, sem dúvida, se assim for possível através do Andromeda OS, um equipamento tão móvel quanto possível, capaz de fazer o que um smartphone Android ou iOS são incapazes de conseguir.

Mesmo com a queda do Windows 10 Mobile, a empresa reinventar-se-á!

O objetivo não é, portanto, um concorrente, mais um, aos dois únicos sistemas operativos móveis relevantes do mercado. O fim é encontrar uma forma de cativar, inicialmente, um nicho de mercado - ligado às empresas -, que queira usar o produto da Microsoft pelas semelhanças, e igualdades que detém para com o Windows que conhecemos atualmente.

Por último, de acordo com Nadella, esse será um sistema OneCore, único e inigualável, algo que há muito se vê a empresa de Redmond procurar e que, por ventura, não parece ser tão relevante para as suas duas concorrentes mais poderosas.

Assiste à conferência, no final do artigo.

Outros assuntos relevantes:

Nokia 7 será o próximo smartphone Android da HMD Global

Google Maps remove contador de calorias perante a contestação pública

WhatsApp – Já é possível localizar pessoas em tempo real – Android e iOS

Pedro Henrique
Pedro Henrique
Fã incondicional de tecnologia e cultura quer partilhar o conhecimento adquirido com todos.