O mercado dos tablets não tem sido o mais gratificante nos últimos anos e a queda da procura por este tipo de produto tem sido considerável. Com o crescimento do tamanho dos novos smartphones, os tablets vêm o seu ponto forte atacado por aqueles que não têm problemas em perder algumas polegadas em tamanho com a vantagem de um excelente consumo de multimédia no seu telefone pessoal.

Assim sendo, o mercado dos tablets têm passado nos últimos tempos por uma mudança de paradigma e terá como objetivo ser cada vez mais um substituto do computador pessoal, trazendo consigo algumas das suas vantagens num “pacote” mais prático e cómodo. Esta tendência começou a acentuar-se com a chegada do Microsoft Surface Pro 4 e várias gigantes do mercado tentaram acompanhar a Microsoft nesta reinvenção do mercado dos tablets.

   

Ver também: Papa’s Sushiria: Jogo gratuito e bem divertido!

A Samsung fez isso mesmo com o lançamento do Galaxy TabPro S e poderá estar de volta em 2017 à mesma aposta. Ao que novos rumores vêm indicar, a Samsung estará a preparar-se para apresentar no CES 2017 dois novos tablets a correr o Windows 10. Um dos dois tablets a apresentar terá alegadamente o número de modelo SM-W720, podendo ser o sucessor direto do Galaxy TabPro S apresentado em janeiro passado na edição 2016 do CES, cujo número de modelo é o SM-W700.

Quanto ao outro tablet, poderá ser uma versão em menor tamanho do primeiro, com um ecrã de menor dimensão e especificações mais modestas. O seu número de modelo SM-W620 indicará isso mesmo, pelo menos ao que os rumores que nos chegam indicam.

O Galaxy TabPro S foi apresentado em janeiro de 2016 a correr o Windows 10 de fábrica. Um tablet bem bonito com uma tela Super AMOLED de 12 polegadas com resolução Quad HD, sendo que dentro dele encontramos processadores da linha Core M da Intel, 4 a 8GB de RAM e 128 a 256GB de memória interna, dependendo das versões. Não são sabidos pormenores quanto aos melhoramentos que o seu sucessor poderá receber, pelo que teremos de aguardar pela apresentação oficial dos mesmos.

Talvez queiras ver:
Huawei: 2017 será crucial para as ambições da marca chinesa
Apple no banco dos réus pela sua inação ter causado acidente fatal
Moto X (2017) aparece em “render” numa perspetiva a 360º (com vídeo)