Samsung suspende produção de smartphone muito desejado

Bruno Coelho
Comentar

Em 2020 a Samsung optou por lançar, pela primeira vez, um smartphone que se tornaria um sucesso. Falamos do Samsung Galaxy S20 FE, que testamos, e chegou com todas as características básicas que se pedem num topo de gama, com um preço relativamente baixo. O grande trunfo era o facto de ter um processador da Qualcomm.

Era por isso de esperar que a Samsung seguisse o mesmo padrão, e lançasse um sucessor neste verão. Os vários rumores e fugas de informação assim o indicavam, e vimos várias renderizações do suposto equipamento. Agora sabe-se que a Samsung pode não lançar o equipamento este ano.

O site coreano ETNews noticia que a Samsung suspendeu a produção do Galaxy S21 FE, devido à escassez de processadores. Tal como complementa o leaker FronTron, os fornecedores terão sido avisados da decisão esta sexta-feira, e do cancelamento de encomendas de vários materiais.

According to industry sources on the 13th, it was confirmed that Samsung Electronics urgently stopped production of the 'Galaxy S21 FE'. On the 11th, they notified each partner of the suspension of production of parts for S21 FE and cancellation of orders for sub-materials. (2/3)

— Tron ❂ #E3 #MicrosoftEvent (@FrontTron) 13 de junho de 2021

Tudo parece indicar, junto dos parceiros da marca, que tal significa que o lançamento deste smartphone será assim efetivamente cancelado. Recorde-se que este terminal era esperado no mercado com o poderoso Snapdragon 888.

Tal como refere o Android Authority, existe ainda a possibilidade de que a produção apenas seja parada por agora. Mas quando tal acontece, significa que o lançamento do terminal está condenado à partida.

A Samsung já terá sido contactada para falar sobre esta suspensão da produção, mas até à data ainda não respondeu. É um bom smartphone para 2021 que se pode perder, caso tudo isto se venha a confirmar pela marca.

Editores 4gnews recomendam:

Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.