Samsung insiste em não trazer WearOS no seu futuro smartwatch

Filipe Alves

Samsung insiste em não trazer WearOS no seu futuro smartwatchTer um smartwatch da Samsung é sinónimo de qualidade. Ainda que não tragam o WearOS da Google, os gadgets da empresa coreana são de qualidade e com uma autonomia acima da média.

Porém, estão longe de ser perfeitos. O Tizen OS, sistema usado no smartwatch da Samsung, é eficiente, rápido mas falha nas possibilidades. Tanto em aplicações como em personalização.

Vê ainda: Os 8 melhores smartwatchs de 2018 para quem quer mais que horas

Certamente por isso é que os fãs da marca já há muito que suplicam por um smartwatch com a qualidade de construção Samsung mas com o WearOS da Google. Dessa forma as possibilidades para o relógio seriam bem maiores.

Smartwatch da Samsung continuará sem trazer o WearOS no próximo ano

Contudo, um smartwatch com o WearOS significaria que o software não seria desenhado para o hardware. Ou seja, a otimização seria bem pior do que com TizenOS.

Assim sendo, parece que não será no próximo ano que a Samsung oferecer um WearOS. De acordo com a publicação SamMobile, o próximo smartwatch da empresa asiática já está em construção e chegará aos utilizadores com o TizenOS por volta de setembro na IFA em Berlim.

Até ao momento a única informação que temos sobre o smartwatch é que não tem intenções de trazer WearOS da Google, que se chama internamente Galaxy Sport e que trará 4Gb de armazenamento interno.

Em suma, com marcas como a Fossil, Tag Heuer ou até Michael Kors a oferecem o WearOS em hardware aceitável, veremos até quando é que a Samsung aguenta em nos dar uma excelente qualidade de construção com um software pouco capaz.

Editores 4gnews recomendam:

Play Store: 14 novos jogos Grátis chegaram e tens de conhecer!

Galaxy S9 e S9 Plus recebem prenda de Natal inesperada!

Asus Zenfone 4 avistado no Geekbench já com a atualização Android Pie

Fonte | Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.