Samsung-logo copy

Como é normal no mundo da tecnologia, os fabricantes estão sempre a pensar na próxima coisa a fazer ou na próxima grande mudança em, por exemplo, resoluções de ecrã e é assim que, todos os anos, assistimos à rápida e inevitável evolução da tecnologia em dispositivos móveis e não só. Na IFA, vimos o primeiro smartphone com ecrã 4K do mundo ser apresentado enquanto FullHD ainda nem se tornou a norma para muitos smartphones, neste exemplo podemos ver não só a discrepância entre smartphones como também a rapidez da evolução tecnológica.

Recentemente, os 4GB de memória RAM tornaram-se a norma para os smartphones de alta gama, assim está na altura de começar a pensar em adicionar os próximos 2GB à RAM e é exatamente nisso que a Samsung está a pensar, aliás a Samsung já pensou, já desenvolveu e, neste mometo, está-se a preparar para começar produção dos primeiros chips móveis com 6GB de RAM.

   

Samsung 6GB RAM chip

Esta nova tecnologia, baseada ainda na mesma de 20 nanómetros, consome menos 20% de energia e é 30% mais rápida, capaz de velocidades de leitura de 4.2Gbps, que a a atual tecnologia LPPDDR4 de 8GB de 20 nanómetros, da qual têm origem os módulos de 4GB. De acordo com a Samsung, os módulos DRAM de 12GB, que vão formar os de 6GB, ocupam a mesma área que módulos LPDDR4 de 3GB que equipam vários smartphones neste momento, isto quer dizer que, os módulos de 6GB ocupam metade do espaço de alguns atuais de 3GB.

Esta poupança no espaço agrada bastante aos vários fabricantes que podem agora aproveitar o espaço para tornar os seus dispositivos mais finos ou, melhor ainda, ocupar o espaço livre com uma bateria maior. Esta nova tecnologia não tem aplicações apenas em smartphones e tablets pode também influenciar PCs Ultrabook e dispositivos para automóveis.

Talvez queiras ver:

Membro do 4GNews há já 1 ano e estudante no 12º ano. Se bem me lembro , comecei a interessar-me por smartphones e outras coisas desde o momento que consegui perceber do que realmente se tratavam! Tive imensa sorte e encontrei este site, mandei um email e aqui estou a escrever para a 4GNews - um site originalmente PORTUGUÊS.