Samsung Galaxy S8

Não há qualquer dúvida de que os topo de gama da Samsung – Galaxy S8 e Galaxy S8+ – são dois dos smartphones mais populares da actualidade. No entanto, vários topos de gama lançados este ano fazem-lhes frente no que respeita à performance.

Foi agora publicado na plataforma de benchmark GeekBench resultados de um Samsung Galaxy S8 que ultrapassam a mítica barreira dos 7000 pontos nos testes de multi-core.

   

Vê ainda: Motorola Moto X (2017) vê os seus segredos serem revelados em novo vídeo

Tanto o Galaxy S8 como o Galaxy S8+ são disponibilizados em duas variantes que apresentam processadores diferentes. Dependendo do mercado, os topo de gama da Samsung podem vir equipados com um processador Qualcomm Snapdragon 835 ou um Exynos 8895 SoC (produzido pela Samsung).

Samsung Galaxy S8 - Geekbench
Samsung Galaxy S8 – Geekbench

Samsung Galaxy S8 bate recorde de performance em testes multi-core com 7101 pontos

Nos recentes testes publicado, a unidade testada apresentava o processador Exynos e conseguiu atingir o resultado mais alto de sempre em multi-core. No teste de single-core, os 2121 pontos não chegam para bater recordes.

O processador Exynos 8895 SoC da Samsung foi concebido utilizando um processado de 10nm FinFET, o que lhe garante a “coroa” no que respeita a performance e consumos de energia.

Outro factor que pode ter influenciado este resultado de performance é o tipo de memória presente na unidade testada. A Samsung realizou “pequenas” alterações nas memórias dos seus topo de gama. Algumas unidades foram presenteadas com memória UFS 2.1, enquanto que outras foram lançadas no mercado com memória UFS 2.0.
Esquecendo os resultados de benchmark, podes ter a certeza que em 2017 o Samsung Galaxy S8 vai ser sempre um dos melhores smartphones. Quando comparado com os restantes topo de gama, certamente que irá ficar sempre no topo da lista.

Outros assuntos relevantes:

Alcatel Idol 5 com especificações reveladas e performance melhorada!

Honor 9 deverá ser apresentado no próximo mês de junho

Intel poderá lançar nova linha de processadores ainda mais poderosos